Foto Saúde
publicado em 11/02/2013 às 14h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Reprodução: USP Online
Além da confeccionar fantasias, aderecistas também desfilam na Ala Loucos pela X-9
  « Anterior
Próxima »  
Além da confeccionar fantasias, aderecistas também desfilam na Ala Loucos pela X-9

A Tese da professora da Escola de Enfermagem (EE) da USP , Ana Luisa Aranha e Silva, " A construção de um projeto de extensão universitária no contexto das políticas públicas: saúde mental e economia solidária" , propõe suporte teórico alternativo ao projeto terapêutico " A Casa do Saci" . No contexto de políticas públicas voltadas para pacientes psiquiátricos, o projeto os insere no mercado de trabalho, e a proposta de Ana Luisa usa a rede produtiva de fantasias de Carnaval como mais uma opção para estas pessoas.

Uma das vertentes do projeto é o trabalho realizado em um ateliê denominado Barracão, que fica no Tremembé, em São Paulo. Ali são confeccionadas fantasias de Carnaval de oito alas da Escola de Samba X-9 Paulistana. Mesmo com todo trabalho, o ambiente é de alegria e os usuários de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e do Centros de Convivência e Cooperativa (CECCO) , empenham toda sua concentração nas tarefas.

Mesmo antes de realizar trabalhos para o carnaval, já eram feitos projetos de geração de renda com papel reciclado por pessoas que frequentavam ambulatórios em busca de tratamento mental. Desde então, os trabalhos vinculados ao Carnaval se estreitaram e o projeto de geração de renda e inclusão social dessas pessoas amadureceu, segundo os preceitos da Economia Solidária.

Ana Luisa Silva explica que o diferencial do projeto envolve autogestão e propriedade coletiva dos bens envolvidos nos trabalhos realizados. " A propriedade coletiva dos meios de produção, por aqueles que executam os trabalhos, faz parte do que chamamos de Economia Solidária" , ou seja, somente nesta aplicação essas pessoas passariam do estado de seres tutelados pelo Estado ou por seus familiares para pessoas emancipadas social e economicamente.

Além disso, a " concepção de trabalho ultrapassa a dimensão terapêutica e atinge a emancipação econômica e subjetiva" diz , destacando que o fato de integrar à rede produtiva do Carnaval fantasias fabricadas por esses usuários, caracteriza uma luta antimanicomial diária. "A iniciativa é um fator de integração de dois cenários que a sociedade, com seus preconceitos e desigualdades, normalmente separa".

Com informações da USP

usponline
USP -Carnaval é cenário para emancipação socioeconômica

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Saúde mental    A casa do Saci    Ana Luisa Aranha e Silva    Economia solidária    X-9    CAPS    Atenção psicosocial    Carnaval   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
saúde mental    a casa do Saci    Ana Luisa Aranha e Silva    economia solidária    X-9    CAPS    atenção psicosocial    carnaval   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.