Saúde Pública
publicado em 10/02/2013 às 08h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Agência Fiocruz
Amoxicilina comprimidos de 875mg vem sendo produzida no Complexo Tecnológico de Medicamentos (CTM), localizado em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro
  « Anterior
Próxima »  
Amoxicilina comprimidos de 875mg vem sendo produzida no Complexo Tecnológico de Medicamentos (CTM), localizado em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro

O Instituto de Tecnologia em Fármacos da Fiocruz (Farmanguinhos) formalizou acordo de produção de Amoxicilina comprimidos 875mg, medicamento popularmente conhecido como Amoxil-BD, para a GlaxoSmithKline (GSK). Futuramente, a ideia é que Farmanguinhos fabrique o medicamento com a sua própria marca, já que o antibiótico é um dos produtos da lista que compõe o programa Farmácia Popular do Brasil, da área de Assistência Farmacêutica do Sistema Único de Saúde (SUS).

O instituto, que já era referência em pesquisa, desenvolvimento e produção pública de medicamentos, pela primeira vez propõe-se a prestar serviços, como local de fabrico, para terceiros. O processo significa ainda uma oportunidade de aumentar a receita, reforçando o orçamento da unidade.

Para cumprir essa atividade está sendo usado o excesso da capacidade fabril, abrindo perspectivas de novas parcerias com esta configuração. Nesta primeira fase, foram fabricados sete lotes do antibiótico, num contrato que prevê a produção de 3,5 milhões de comprimidos revestidos no período de 12 meses.

Segundo o diretor da unidade, Hayne Felipe, a iniciativa representa um passo importante para a instituição. "Além de ser uma alternativa interessante de atividade econômica, significa a abertura para a transferência de tecnologia de outros produtos da GSK, como, por exemplo, a Amoxicilina Suspensão e o composto Clavulin", diz. "Pela primeira vez, estamos invertendo a mão: em lugar de procurarmos o setor privado para fazer algo para nós, são eles que nos acessaram. E, neste caso, trata-se de um gigante do setor farmacêutico mundial", comemora Felipe.

O presidente da GlaxoSmithKline no Brasil, Cesar Rengifo, destaca este tipo específico de parceria e a possibilidade de transferência de tecnologia para a unidade. "O acordo reflete o nosso compromisso de estabelecer modelos de parcerias público-privadas que não sejam apenas viáveis economicamente, mas que contribuam para o desenvolvimento científico do país por meio de processos de transferência de tecnologia e conhecimento", afirmou.

Farmanguinhos tem buscado outros acordos de prestação de serviços. Além do antibiótico Clavulin da GSK, o instituto negocia com o laboratório francês Servier a possibilidade de fabricar o medicamento Daflon 1000, indicado para a circulação venosa.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
antibiótico    amoxilina    fiocruz    Instituto de Tecnologia em Fármacos    GlaxoSmithKline    farmácia popular do SUS   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.