Geral
publicado em 10/02/2013 às 10h00:00
   Dê o seu voto:

Exposição a pesticidas em alimentos, no ar e na água aumenta risco de diabetes

Presença de Poluentes Orgânicos Persistentes no corpo pode causar doença, independentemente da idade, sexo ou IMC das pessoas

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: University of Granada
Da esquerda para direita os pesquisadores Juan Pedro Arrebola, Francisco Artacho e María Fernández
  « Anterior
Próxima »  
Da esquerda para direita os pesquisadores Juan Pedro Arrebola, Francisco Artacho e María Fernández

Pesquisadores da Universidade de Granada, na Espanha, descobriram uma relação direta entre a exposição a pesticidas presentes em alimentos, no ar e na água e um aumento no risco de diabetes tipo 2.

Os dados sugerem que a presença de Poluentes Orgânicos Persistentes (CPOs) no corpo pode causar a doença, independentemente da idade, sexo ou índice de massa corporal do paciente.

COPs são um grupo de compostos químicos com diversas características que estão presentes em pesticidas, resíduos industriais e materiais de construção. Estes compostos penetram no corpo, principalmente através dos alimentos, mas também através de ar ou da pele.

Segundo os pesquisadores, essas substâncias tendem a se concentrar na gordura do corpo, e podem ser uma das razões pelas quais as pessoas obesas são mais propensas a desenvolver diabetes.

Os resultados demonstraram que as pessoas com maiores concentrações de DDE, o metabolito principal do pesticida DDT, são quatro vezes mais propensas a desenvolver diabetes tipo 2 do que as outras pessoas. Além disso, o risco de diabetes tipo 2 também está associado com a exposição ao ß-HCH (beta-hexaclorociclo-hexano), presente na fórmula do pesticida Lindano.

Os pesquisadores analisaram as concentrações de um grupo específico de COPs no tecido adiposo de 386 indivíduos adultos atendidos em hospitais na Espanha.

"O tecido adiposo humano (vulgarmente conhecido como "gordura") funciona como um reservatório de energia e tem uma importante função metabólica. No entanto, o tecido adiposo pode armazenar substâncias potencialmente prejudiciais, tais como os poluentes orgânicos persistentes", afirma o pesquisador Juan Pedro Arrebola.

Segundo Arrebola, o mecanismo de ação pelo qual COPs aumenta o risco de diabetes ainda é desconhecido. No entanto, alguns investigadores sugerem que COPs pode provocar uma resposta imunológica quando penetram em receptores de estrogênio em tecidos associados com o metabolismo dos açúcares.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Exposição a pesticidas em alimentos, no ar e na água aumenta risco de diabetes
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Exposição a pesticidas em alimentos, no ar e na água aumenta risco de diabetes


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Pesticidas    Poluentes Orgânicos Persistentes    diabetes    Universidade de Granada    Juan Pedro Arrebola   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.