Geral
publicado em 28/01/2013 às 18h48:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: UEA
Ambulatório de teledermatologia deve ajudar a prevenir a ocorrência de novos casos de hanseníase
  « Anterior
Próxima »  
Ambulatório de teledermatologia deve ajudar a prevenir a ocorrência de novos casos de hanseníase

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e a Fundação Alfredo da Matta (Fuam) fizeram parceria com o o obejtico de fortalecer o diagnóstico e o controle da hanseníase no interior do Amazonas. O acordo permite a implantação de um ambulatório de teledermatologia, como projeto piloto, nas cidades de Parintins e Lábrea sendo voltado, principalmente, para prevenção, detecção e controle dos casos da doença. Além disso, também deve ampliar a capacitação de profissionais para o diagnóstico da doença.

Técnicos da Fundação Alfredo da Matta e do Núcleo de Telessaúde da UEA já estiveram em Parintins, este mês, para discutir com a prefeitura do município (distante 325 quilômetros da capital) os detalhes de um Acordo de Cooperação Técnica nesse sentido. Outra visita técnica está prevista para segunda quinzena de março, desta vez, ao município de Lábrea, a 610 quilômetros de Manaus.

Os municípios foram escolhidos por apresentarem número expressivo de casos de hanseníase e uma rede de telessaúde já instalada, além de estrutura física própria da UEA. Para o coordenador do Núcleo de Telessaúde do Amazonas, professor Cleinaldo Costa, o projeto deve ajudar a prevenir a ocorrência de novos casos, diminuindo a incidência de hanseníase no Amazonas.

" Nós e a Fuam estamos trabalhando juntos neste projeto e a idéia é que possamos chegar às equipes distantes por meio do Telessaúde e que eles também possam responder a esses casos de forma rápida e, assim, identificaremos e trataremos essas pessoas sem a necessidade de trazê-los a Manaus" , explica.

O projeto recebe o aporte de R$ 358 mil por parte da Fundação Novartis e segundo o gerente do Núcleo de Telessaúde, professor Pedro Máximo Rodrigues, já é referência para futuras ações.

" O modelo de projeto que estamos desenvolvendo chamou a atenção da Fundação Novartis que já sinalizou o interesse de utilizar essa experiência em outras partes do Brasil e do mundo" , informa.

Com informações da Fapeam

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
hanseníase    teledermatologia    Universidade do Estado do Amazonas    UEA    Fundação Alfredo da Matta    Fuam   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.