Geral
publicado em 25/01/2013 às 20h11:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Os resultados das cirurgias bariátricas nem sempre são os esperados, conforme constatou pesquisa realizada no Departamento de Nutrição da Universidade de Brasília (UnB). A nutricionista Fernanda Bassan acompanhou 80 pacientes do HUB que operaram há mais de dois anos e concluiu que que 73% voltaram a engordar, sendo que 23% tiveram ganho de peso significativo, ou seja, 10% acima do menor peso que atingiram após a cirurgia. " O paciente precisa ter consciência de que só a cirurgia, sem mudança de hábitos alimentares, não vai funcionar" , diz Fernanda.

O estudo detectou duas variáveis que contribuem para o ganho de peso após a cirurgia: a má qualidade da alimentação e o tempo passado desde a operação. A cada ano que passa, os pacientes ganham mais peso.

A nutricionista diz que mesmo tempo cuidado, a pessoa ganha peso. " A redução bariátrica usa grampos para isolar boa parte do estômago e cerca de 100 centímetros do intestino delgado, dessa forma o corpo absorve menos alimento. O processo é irreversível, mas o ganho de peso pode ser favorecido pela ingestão de produtos que não saciam, mas são calóricos, como bebidas alcóolicas e açúcares. Engordando, o paciente também pode sofrer uma dilatação na ligação entre o estômago e o intestino ,que lhe permite acomodar mais comida" , explica.

Qualidade de vida

A nutricionista Laís Lima também avaliou os 80 pacientes do HUB com mais de dois anos de operação, mas no quesito qualidade de vida. Segundo ela, geralmente estudos feitos logo após a cirurgia mostram efeitos benéficos, mas seus resultados revelam outro cenário. " Os estudos na qualidade de vida mais recente mostram uma melhora. Mas após dois anos, notamos que não é tão boa. O pós-operatório mais tardio traz problemas que não estão logo no início" , afirma.

Laís mediu a qualidade de vida dos pacientes por meio de questionários que pontuavam de acordo com um índice que varia de 0 a 100, em que quanto maior o número, mais feliz e saudável está o paciente. Os que mantiveram o peso tiveram, em média, 79,5 pontos. Os que reganharam peso, 61 pontos.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
cirurgia bariátrica    redução de estômago    peso    obesidade    Unb    departamento de nutrição    hábitos alimentares    qualidade de vida   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.