Geral
publicado em 24/01/2013 às 07h20:00
   Dê o seu voto:

Dose única de vacina experimental oferece proteção contra a dengue

Injeção subcutânea de 0,5 mililitro de TV003 induziu resposta imune contra cada um dos tipos de vírus da dengue em voluntários

 
tamanho da letra
A-
A+

Cientistas do Instituto Nacional de Saúde dos EUA (NIH) desenvolveram uma vacina candidata contra a dengue que se mostrou segura e capaz de estimular resposta imune forte na maioria dos receptores, de acordo com resultados de um ensaio clínico em estágio inicial.

Os resultados foram publicados no Journal of Infectious Diseases.

A dengue, prevalente em muitas regiões tropicais e subtropicais do mundo, é causada por qualquer um dos quatro vírus relacionados - DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4 - que são transmitidos aos seres humanos por mosquitos Aedes. A Organização Mundial de Saúde estima que a cada ano, de 50 a 100 milhões de casos de dengue ocorram em todo o mundo, resultando em 500 mil internações de pacientes com doença grave, muitos deles crianças.

A infecção por um vírus da dengue resulta na imunidade a esse vírus específico, mas não para os outros três. A investigação mostra que a probabilidade de doença grave aumenta quando uma pessoa é subsequentemente infectada com um vírus de dengue diferente. Esta observação sugere que a vacina da dengue ideal seria tetravalente, isto é, ofereceria proteção contra os quatro vírus de dengue.

"A carga global de dengue é enorme e está crescendo. Estamos cautelosamente otimistas sobre estes recentes resultados de ensaios clínicos com a vacina tetravalente candidata, no entanto muito mais trabalhos ainda precisam ser feitos", afirma o diretor do NIAID Anthony S. Fauci.

Ensaio clínico

A Fase I do estudo clínico, lançado em julho de 2010 e liderado pela investigadora principal Anna Durbin, da Universidade Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health, testou uma dose única de cada uma das quatro versões da vacina contra a dengue.

A vacina é viva atenuada, o que significa que contém os vírus enfraquecidos o suficiente de tal forma que eles não causam doença, mas ainda podem induzir uma resposta imune. Cada uma das quatro vacinas testadas incluiu misturas diferentes de componentes destinados a proteger contra os quatro vírus de dengue.

A Fase I estudo foi realizada em Baltimore; Burlington, Vermont e Washington, DC. A análise final do estudo incluiu 112 homens e mulheres saudáveis com idades entre 18 a 50 anos que não tinham sido previamente expostos ao vírus da dengue ou afins, tais como vírus do Nilo Ocidental e vírus da febre amarela.

Os participantes foram divididos aleatoriamente em quatro grupos. Em cada grupo, 20 voluntários receberam uma única dose de 0,5 mililitro subcutânea de uma das combinações de vacinas tetravalentes candidatas, e outros oito receberam placebo. Todos foram monitorados quanto a reações adversas imediatas por pelo menos 30 minutos após a vacinação, e tiveram sua temperatura corporal medida três vezes por dia, durante 16 dias, para verificar se havia eventuais reações adversas. Os participantes também realizaram exames de sangue.

Os investigadores verificaram que todas as quatro combinações de vacinas candidatas induziram respostas de anticorpos contra cada um dos vírus da dengue. No entanto, uma combinação da vacina, TV003, pareceu induzir a resposta de anticorpos mais equilibrada contra os vírus de dengue. Uma dose única de TV003 resultou em uma resposta de anticorpos a todos os quatro vírus de dengue, em 45% dos participantes e contra três dos quatro vírus em 45% adicional. No geral, uma resposta imune a pelo menos três vírus foi observada em 90% dos indivíduos vacinados com TV003.

"A promessa de TV003 é que ela obteve respostas de anticorpos sólidos após apenas uma dose. Outras vacinas em desenvolvimento requerem duas ou três injeções, em doses mais elevadas para atingir resultados semelhantes", explicou o pesquisador Stephen Whitehead.

Todas as quatro vacinas tetravalentes candidatas foram seguras, e os participantes não experimentaram febre ou doença semelhante à dengue após a vacinação. O efeito colateral mais comum foi uma erupção fraca.

"Os resultados deste estudo de Fase I parecem muito promissores e os cientistas estão buscando um maior desenvolvimento de TV003", afirma Kathryn Zoon.

Os pesquisadores estão realizando estudos para avaliar ainda mais a segurança da vacina e sua capacidade de estimular uma resposta imune em voluntários saudáveis e em pessoas que foram infectadas anteriormente pela dengue ou vírus relacionados.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Dose única de vacina experimental oferece proteção contra a dengue
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Dose única de vacina experimental oferece proteção contra a dengue


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Dengue    vacina experimental    vírus da dengue    Instituto Nacional de Saúde dos EUA    Anthony S. Fauci   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.