Geral
publicado em 23/01/2013 às 18h06:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Marcello Casal Jr./ABr
Dados apontaram que os idosos que se sentem felizes por mais tempo são casados, trabalham e são ativos no lazer
  « Anterior
Próxima »  
Dados apontaram que os idosos que se sentem felizes por mais tempo são casados, trabalham e são ativos no lazer

Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) concluíram em pesquisas que sensação de bem-estar em pessoas com idade avançada está diretamente ligada às condições de boa saúde e qualidade de vida. Os resultados da pesquisa, foram publicados na revista Cadernos de Saúde Pública da Fiocruz.

Durante um ano, eles entrevistaram 1.431 idosos, com idade média de 69,5 anos, moradores da área urbana da cidade a fim de verificar como se estabelece essa ligação. Os resultados da pesquisa indicaram que a sensação de felicidade está positivamente associada a diversos indicadores de saúde, como o de não sofrerem com doenças crônicas.

Segundo os estudiosos, os dados apontaram que os idosos que se sentem felizes por mais tempo são casados, trabalham, são ativos no lazer, ingerem bebidas alcóolicas ocasionalmente, consomem frutas, legumes e verduras todos os dias, não são obesos e apresentam um tempo de sono inferior a dez horas e dormem bem.

" O estudo é um dos primeiros, em base populacional, que verifica as relações das condições de saúde com o bem-estar subjetivo de idosos. Avalia-se que os resultados desta pesquisa possam contribuir para ampliar o conhecimento desse tema no Brasil, apontando a importância de se incorporarem indicadores de bem-estar, entre eles o sentimento de felicidade, na avaliação e no desenvolvimento de programas de atenção à saúde da população idosa" , destacam os pesquisadores.

O estudo apontou ainda que afirmam serem mais felizes aqueles que não apresentam uma ou mais doenças crônicas, que avaliam melhor sua própria saúde e apresentam menos incapacidades. " Há evidências de que a ingestão moderada de bebida alcóolica também pode atuar de maneira protetora para algumas doenças cardíacas e em quadros de depressão" , explicam. As prevalências do sentimento de felicidade nas últimas quatro semanas (anteriores a pesquisa) de acordo com o levantamento foram: 35,4% todo o tempo, 41,8% a maior parte do tempo, 14,5% alguma parte do tempo, 7,2% pequena parte do tempo, e 0,01% nunca.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Saúde    Idosos    Sensação de felicidade    Bem-estar    Fiocruz    Unicamp    Qualidade de vida    Depressão   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
saúde    idosos    sensação de felicidade    bem-estar    fiocruz    unicamp    qualidade de vida    depressão   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.