Ciência e Tecnologia
publicado em 21/01/2013 às 09h46:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
UCLA
Aydogan Ozcan, líder da equipe de pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Aydogan Ozcan, líder da equipe de pesquisa

Por meio de pequenas lentes líquidas que se reúnem em torno de objetos microscópicos, pesquisadores da UCLA, nos EUA, criaram um novo método de microscopia óptica que permite visualizar vírus em nanoescala, mais de 1 mil vezes menor que a largura de um cabelo humano.

Juntamente com técnicas de computação, a plataforma portátil e de baixo custo pode detectar vírus individuais e nanopartículas, tornando-se potencialmente útil no diagnóstico de doenças em áreas onde os recursos médicos são limitados.

A pesquisa foi publicada na revista Nature Photonics.

Microscopia eletrônica é um dos padrões atuais para a visualização de objetos em nanoescala. Esta tecnologia utiliza um feixe de elétrons para delinear a forma e a estrutura dos objetos analisados. Outras técnicas de imagem baseadas em óptica também são usadas, mas todas elas são relativamente volumosas e necessitam de tempo para a preparação e análise de amostras, além de ter um campo de visão limitado, o que pode impedir a visualização de partículas em uma população escassa, como vírus em baixas concentrações.

Para superar esses problemas, a equipe conduzida por Aydogan Ozcan desenvolveu uma nova plataforma de microscopia ótica usando lentes em nanoescala que aderem aos objetos que precisam ser fotografados.

"Este trabalho demonstra uma técnica de alto rendimento e custo-eficaz para detectar vírus em áreas de amostra muito grandes. Ela é ativada por uma combinação única de química de superfície e de imagem computacional", explica Ozcan.

Os pesquisadores usaram a nova técnica para criar imagens de nanopartículas de poliestireno individuais, bem partículas virais de adenovírus e influenza H1N1.

Embora a técnica não ofereça a alta resolução da microscopia eletrônica, ela tem um campo de visão muito maior e pode ser útil para detectar objetos em nanoescala em amostras.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Lentes microscópicas    Microscopia eletrônica    Adenovírus    Vírus H1N1    UCLA    Aydogan Ozcan   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
lentes microscópicas    microscopia eletrônica    adenovírus    vírus H1N1    UCLA    Aydogan Ozcan   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.