Geral
publicado em 18/01/2013 às 12h56:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: University of Florida
Colleen Le Prell, líder da pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Colleen Le Prell, líder da pesquisa

Pesquisadores da Universidade da Florida, nos EUA, desenvolveram um novo método de teste que pode facilitar a produção e comercialização de medicamentos para perda auditiva.

A abordagem cria uma perda auditiva temporária e reversível que torna possível avaliar como as drogas funcionam.

"Há uma necessidade real de drogas para perda auditiva. Neste momento, as únicas opções para a proteção contra a surdez induzida por ruídos são reduzir o volume do que se está ouvindo, andar longe de locais barulhentos ou usar tampões para os ouvidos, e essas opções podem não ser práticas para todos", afirma o investigador principal Colleen Le Prell.

Embora os aparelhos auditivos ajudem a amplificar o som e dispositivos implantados restaurem alguma sensação de som para pessoas com perda auditiva profunda eles não restauram a audição normal. Assim, os pesquisadores estão tentando encontrar drogas que evitem que os danos à audição ocorram.

Apesar de protótipos de medicamentos impedirem perda auditiva induzida por ruídos em animais de laboratório, tem sido difícil saber se a mesma proteção é possível em seres humanos, em grande parte porque os pesquisadores não tinham um método eficaz para realizar os testes necessários.

Agora, a equipe criou um novo modelo de teste que deixa esses medicamentos que previnem a perda auditiva mais perto do desenvolvimento.

O modelo de Le Prell é o primeiro a utilizar níveis controlados de música para causar perda auditiva temporária em participantes humanos. Outros estudos usaram bips ou tons que não resultam em perda auditiva temporária.

Três placas de monitoramento asseguraram que os estudos sobre o novo modelo cumprem as normas de segurança nacionais para a pesquisa em seres humanos.

Para induzir a perda auditiva temporária, os participantes do estudo ouviram música de rock ou pop em um leitor de música digital através de fones de ouvido por quatro horas a níveis de som que variam de 93 decibéis a 102 decibéis.

Cada participante passou por um teste de audição quatro vezes, entre 15 minutos e três horas após a sessão de audição, bem como testes de acompanhamento um dia e uma semana mais tarde.

Os pesquisadores notaram que 15 minutos após o término da música, aqueles que ouviram os níveis mais altos de música haviam perdido apenas uma pequena quantidade de audição, seis decibéis, em média. A audição voltou ao normal dentro de três horas.

Grupo Le Prell vai usar esse modelo de testes em dois ensaios clínicos de terapias destinadas a determinar se a perda auditiva induzida por ruído pode ser prevenida em humanos. O primeiro estudo usa um suplemento dietético chamado Soundbites, que contém betacaroteno, vitaminas A, C e E e magnésio mineral. Esta fórmula antioxidante impediu a perda auditiva temporária e permanente em animais de laboratório.

Em outro estudo em andamento, os participantes tomaram uma droga chamada SPI-1005. A cápsula de teste contém uma molécula chamada ebselen que imita uma proteína protetora do ouvido interno.

"Nós realmente queremos descobrir o que vai funcionar em humanos e queremos colocar essas estratégias ao alcance das pessoas que precisam delas", conclui Le Prell.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Perda auditiva    Surdez    Surdez temporária    Universidade da Florida    Colleen Le Prell   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Perda auditiva    surdez    surdez temporária    Universidade da Florida    Colleen Le Prell   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.