Geral
publicado em 18/01/2013 às 12h30:00
   Dê o seu voto:

Bronzeamento artificial causa duas vezes mais câncer do que o sol de verão

Potência média de radiação das camas de bronzeamento foi quase duas vezes o limite sugerido, segundo pesquisa

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto:Knol
Pesquisa sugere que riscos da exposição ao bronzeamento artificial são mais graves do que o previsto
  « Anterior
Próxima »  
Pesquisa sugere que riscos da exposição ao bronzeamento artificial são mais graves do que o previsto

O risco de câncer de pele derivado do uso de bronzeamento artificial é duas vezes maior do que passar o mesmo período de tempo exposto ao sol do meio-dia de verão, de acordo com pesquisadores da Universidade de Dundee, na Escócia.

Os cientistas examinaram 400 camas de bronzeamento no Reino Unido e mediram os níveis de radiação ultravioleta (UV). A radiação UV foi emitida em níveis acima das diretrizes britânicas e da União Europeia em nove de 10 camas. As informações são do Daily Mail.

Segundo os pesquisadores, a potência média de radiação das camas de bronzeamento "foi quase duas vezes o limite sugerido."

O risco de contrair câncer de pele usando essas camas de bronzeamento também foi analisado, e em seguida, comparado com o risco derivado da exposição ao sol por volta do meio-dia no verão.

As camas de bronzeamento que foram examinadas causaram um risco de câncer de pele duas vezes maior do que o risco da exposição ao sol.

A equipe descobriu que o risco de câncer de pele foi 6 vezes mais elevado de uma das camas de bronzeamento, em comparação com exposição à luz solar natural.

"O desenvolvimento de lâmpadas de alta potência, junto com falhas claras da indústria de bronzeamento coloca os jovens em um risco ainda maior de câncer de pele do que pensávamos", afirma o líder da pesquisa Harry Moseley.

Os autores esperam que esta pesquisa torne as pessoas mais conscientes das consequências da utilização de uma cama de bronzeamento e pensem duas vezes sobre a quantidade de radiação à qual poderiam estar expondo sua pele.

No entanto, a pesquisa demonstrou que, apesar das advertências, o uso de bronzeamento artificial ainda está em ascensão.

Os resultados indicam que as autoridades locais precisam trabalhar mais para assegurar que as recomendações estão sendo atendidas por salões de bronzeamento.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Bronzeamento artificial    Sol    Câncer de pele    Radiação UV    Universidade de Dundee    Harry Moseley   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Bronzeamento artificial causa duas vezes mais câncer do que o sol de verão
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Bronzeamento artificial causa duas vezes mais câncer do que o sol de verão


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Bronzeamento artificial    sol    câncer de pele    radiação UV    Universidade de Dundee    Harry Moseley   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.