Geral
publicado em 17/01/2013 às 09h14:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: University of Alberta
Yadav Sapkota (a esq.) e Sambasivarao Damaraju, envolvidos no processo de pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Yadav Sapkota (a esq.) e Sambasivarao Damaraju, envolvidos no processo de pesquisa

Pesquisadores da Universidade de Alberta, no Canadá, descobriram um marcador genético no DNA capaz de detectar, com precisão, mulheres mais propensas ao câncer de mama recorrente.

A pesquisa foi publicada na revista Plos One.

Sambasivarao Damaraju e seus colegas utilizaram um simples exame de sangue para digitalizarem todo o genoma humano de 369 mulheres que haviam sido diagnosticadas com câncer de mama. Destas, 155 tinham sofrido recorrência do câncer e 214 não.

"Se nós pudermos prever com precisão quais as mulheres estão em alto risco de recorrência do câncer de mama, isso fornece aos médicos e oncologistas tempo para projetar uma terapia mais agressiva na esperança de prevenir o câncer de voltar. As estratégias de tratamento poderiam ser feitas sob medida para as mulheres com base em sua composição genética e em como ela as torna suscetíveis à recorrência do câncer de mama", afirma Damaraju.

Damaraju e sua equipe se concentraram sobre o câncer de mama com bom prognóstico, aquele que tem uma alta taxa de sucesso em termos de recuperação inicial e tratamento. Cerca de 70% de todos os cânceres de mama se enquadram nesta categoria.

Atualmente, as opções de tratamento para os doentes com câncer de mama se baseiam no que os médicos sabem a respeito do tumor em si, seu tamanho, grau e a ausência ou a presença de certos marcadores dentro do tumor.

Damaraju observou que há pacientes que recebem um excelente prognóstico com base no que os médicos veem dentro do tumor, mas o câncer retorna. E outras mulheres permanecem livres do câncer, embora seus médicos tenham dado um mau prognóstico com base em informações obtidas a partir do tumor. De acordo com Damaraju, esta imprecisão poderia ser complementada com o novo marcador de DNA que pode ser encontrado através de um simples exame de sangue.

A equipe continua suas pesquisas e pretende confirmar suas descobertas em um estudo maior. Os resultados do estudo indicam que o teste de DNA preditor poderia ser testado em estudos clínicos prospectivos antes de se tornar amplamente disponível para as mulheres.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Marcador genético    câncer de mama    recorrência    Universidade de Alberta    Sambasivarao Damaraju   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.