Ciência e Tecnologia
publicado em 16/01/2013 às 16h21:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: New Photo Service/Foto Stock
Foto: Arquivo/Fundep-UFMG
Pesquisadores desenvolveram medicamento anti-hipertensivo para o período da gravidez Professor do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG, Robson Augusto Souza dos Santos
  « Anterior
Próxima »  
Pesquisadores desenvolveram medicamento anti-hipertensivo para o período da gravidez
Professor do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG, Robson Augusto Souza dos Santos

A pré-eclampsia, doença específica da gravidez, quando evolui para forma grave, a eclampsia,é responsável por cerca de 40% das mortes de mulheres decorrentes da gestação e do parto no Brasil. Apesar da alta incidência na população, as causas dessas enfermidades ainda não foram bem estabelecidas e não existem medicamentos no mercado direcionados especificamente para seu tratamento porque os remédios tradicionais podem colocar em risco o desenvolvimento do feto.

Mas essa dificuldade no tratamento pode ser superada em breve porque um inédito medicamento anti-hipertensivo para o período da gravidez desenvolvido por um grupo de pesquisadores brasileiros da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da empresa União Química já passou na primeira fase dos testes clínicos.

" Imaginamos a conclusão de todos os testes clínicos em dois anos e, numa previsão conservadora, o medicamento poderá ser lançado dentro de cinco anos. Esse prazo irá depender da parte regulatória dos órgãos competentes" , afirma o médico Robson Augusto Souza dos Santos, professor do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG. Santos também coordena o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Nanobiofarmacêutica (INCT-Nanobiofar), com sede na mesma universidade.

" Os medicamentos atuais para controle da pressão atuam no mecanismo vasoconstritor do sistema renina-angiotensina e não são endógenos, ou seja, produzidos pelo próprio organismo, mas moléculas feitas em laboratório. Por esse motivo, apresentam efeitos colaterais" , explica o coordenador do INCT-Nanobiofar. " A droga que estamos desenvolvendo não proporciona esse problema por ser o próprio peptídeo sintetizado por meios bioquímicos, mas com a mesma composição do existente no corpo humano." De acordo com Santos, o medicamento, quando finalizado, também poderá ser usado para tratar hipertensão arterial geral. " Estudos prévios mostraram que a droga reduziu a pressão arterial de ratos hipertensos. O próximo passo será testar em humanos" , diz

Com informações da Fapesp

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Hipertensão    Gestantes    Pré-eclampsia    Eclampsia    Anti-hipertensivo    Renina-angiotensina   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
hipertensão    gestantes    pré-eclampsia    eclampsia    anti-hipertensivo    renina-angiotensina   
Comentários:
Comentar
Gilma
postado em:
16/01/2013 19:44:52
Oh notícia boa, parabéns, só não demorem muito para colocar ao alcance das gestantes que necessitarem por favor, é urgente!
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.