Saúde Pública
publicado em 11/01/2013 às 18h04:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Tchélo Figueiredo/Secom Cuiabá
Lançamento do Plano Emergencial para a Saúde, que conta com 18 ações previstas para se realizarem em até 90 dias
  « Anterior
Próxima »  
Lançamento do Plano Emergencial para a Saúde, que conta com 18 ações previstas para se realizarem em até 90 dias

O prefeito Mauro Mendes e o secretário de Saúde de Cuiabá (MT), Kamil Fares, lançaram, na manhã desta sexta-feira (11), o Plano Emergencial para a Saúde, que conta com 18 ações previstas para se realizarem em até 90 dias, e que já estão em andamento nas unidades da cidade. A primeira ação já foi realizada: o pagamento do Prêmio Saúde e plantões extras para os servidores da Secretaria já está regularizado.

Entre as principais ações do Plano de Emergência estão a realização de concurso público para a contratação de 60 médicos para as policlínicas, o que garantiria pelo menos três médicos em cada uma, por 24 horas, e a otimização de leitos de retaguarda em hospitais conveniados à Prefeitura.

O principal objetivo do Plano é estabilizar o atendimento no Pronto Socorro Municipal, começando a agir efetivamente na rede secundária de saúde, formada por seis Policlínicas, 25 Centros de Saúde e 65 Postos de Saúde da Família (PSF).

Concurso Público

A atual defasagem de médicos nas policlínicas de Cuiabá é de 60 funcionários. Na primeira etapa, serão convocados os classificados em concurso realizado no ano de 2010 para ocupar essas vagas. No caso de ainda haver vagas ociosas, um novo concurso será realizado.

Este novo concurso público será realizado no prazo de 90 dias. " A maioria dos médicos em Cuiabá é contratada, ou seja, não é concursada. Para estas pessoas, que já trabalham para a Secretaria de Saúde, haverá um bônus de 20% da nota na pontuação do concurso, para que eles tenham uma possibilidade maior de continuar realizando o trabalho que já conhecem" , explicou Fares.

Segundo o secretário, o conhecimento médico na rede pública de Cuiabá será o critério mais importante a ser levado em conta.

Leitos de retaguarda

Uma situação constante no Pronto Socorro de Cuiabá é a superlotação, formada principalmente por pessoas que aguardam cirurgias ortopédicas. Os pacientes que estiverem nesta fila de espera, porém estabilizados, deverão ser levados para leitos em outros hospitais. " Já foi feita essa aproximação com os hospitais conveniados e esses pacientes já vão sair daqui com data e horário da cirurgia marcados" , disse.

Os hospitais conveniados são: Santa Casa de Misericórdia, Santa Helena, Hospital do Câncer, Hospital Júlio Muller, Hospital Geral Universitário, Hospital Militar e Hospital Bom Jesus de Cuiabá.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Plano Emergencial para a Saúde    Cuiabá    Mato Grosso    Kamil Fares    Pronto Socorro Municipal   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Plano Emergencial para a Saúde    Cuiabá    Mato Grosso    Kamil Fares    Pronto Socorro Municipal   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.