Geral
publicado em 12/01/2013 às 09h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Equipe de cientistas da Universidade da Califórnia, nos EUA, desenvolveu uma nova técnica que permite identificar quais gânglios linfáticos são cancerosos durante a cirurgia, de modo que o tecido saudável pode ser salvo.

"Esta pesquisa é importante porque mostra em tempo real a detecção intra-operatória de metástases do câncer em camundongos. No futuro, os cirurgiões serão capazes de detectar e classificar o estágio do câncer que se espalhou para os gânglios linfáticos do paciente utilizando nossas moléculas", afirma a pesquisadora Quyen T. Nguyen.

Gânglios linfáticos, localizados em todo o corpo, servem como filtros que contém células do sistema imunológico para combater infecções e limpar o sangue. Quando as células cancerosas rompem de um tumor, as células podem viajar através do sistema linfático e se esconder nesses órgãos minúsculos.

Cirurgiões removem os gânglios para determinar se o câncer se espalhou. No entanto, gânglios humanos, com apenas metade de um centímetro de tamanho, são difíceis de discernir entre o tecido circundante durante a cirurgia. Além disso, mesmo quando os cirurgiões são capazes de mapear a localização dos nodos, não há nenhuma técnica atual que indica se os gânglios linfáticos contêm ou não câncer, exigindo a remoção de mais nodos linfáticos do que o necessário.

"Com a nova técnica os cirurgiões podem evitar a remoção desnecessária de linfonodos saudáveis que é melhor a longo prazo para os pacientes. O intervalo de campo visual do cirurgião é aumentado por uma ferramenta molecular que pode ajudar a alcançar margens cirúrgicas precisas e melhorar a detecção de metástases de modo que nenhum tumor é deixado para trás", afirma Nguyen.

As moléculas marcadas com fluorescência, conhecidas como RACPP, são injetáveis. Quando testadas em modelos de ratos, os cirurgiões puderam ver para onde o câncer havia se espalhado com alta sensibilidade e especificidade, mesmo quando as metástases tinham apenas alguns milímetros de tamanho.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Fluorescência    tecido canceroso    gânglios linfáticos    detecção intra-operatória    Universidade da Califórnia    Quyen T. Nguyen   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.