Ciência e Tecnologia
publicado em 09/01/2013 às 17h54:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: EECUE
Simulação do procedimento de colonoscopia. Endoscopistas devem ser capazes de detectar adenomas em pelo menos um em cinco pacientes que se submetem ao procedimento
  « Anterior
Próxima »  
Simulação do procedimento de colonoscopia. Endoscopistas devem ser capazes de detectar adenomas em pelo menos um em cinco pacientes que se submetem ao procedimento

Recentemente, a Clínica Mayo na Flórida desenvolveu um curso de duas horas, projetado para aumentar a capacidade de detectar pólipos pré-cancerosos no intestino e reduzir o desenvolvimento de câncer colorretal. Michael Wallace e sua equipe desenvolveram um treinamento que descreve pólipos difíceis de encontrar, tais como lesões planas, e que frequentemente são os mais perigosos.

A medida é chamada de taxa de detecção de adenoma (ADR - adenoma detection rate), que tem sido vinculada ao risco reduzido de desenvolvimento de um novo câncer depois de uma colonoscopia. O atual nível de referência nacional recomendado é de pelo menos 20%, o que significa que um endoscopistas deve ser capaz de detectar adenomas em pelo menos um em cinco pacientes que se submetem a uma colonoscopia.

" Inúmeros estudos têm demonstrado que a maior detecção e remoção de pólipos potencialmente pré-cancerosos reduzem a incidência de câncer colorretal" , diz o presidente da Divisão de Gastrenterologia e Hepatologia da Clínica Mayo de Jacksonville, Michael Wallace. " Também sabemos que a proficiência para a detecção desses pólipos varia muito de um médico para outro" , afirma.

Uma equipe de médicos e pesquisadores da Mayo, liderada por Michael Wallace, vem trabalhando há tempos com endoscopistas, para ajudá-los a melhorar a detecção de pólipos. Suas descobertas foram publicadas na edição online, nesta terça-feria(8), do American Journal of Gastroenterology.

A equipe de pesquisa avaliou primeiramente os endoscopistas da Clínica Mayo, para verificar se o curso poderia ajudar. Os pesquisadores examinaram a taxa de detecção de adenoma de 15 médicos e descobriram que era de 35%, quase o dobro da média nacional.

Então, sete endoscopistas foram aleatoriamente escolhidos para fazer o curso. A taxa de detecção foi novamente medida em todos os endoscopistas - aqueles que fizeram o curso e os que não o fizeram. Durante o período de estudo, esses médicos realizaram 2.400 colonoscopias.

Os pesquisadores descobriram que os endoscopistas que fizeram o curso aumentaram suas taxas de detecção de adenomas para 47%, enquanto a taxa permaneceu em 35% para os médicos que não fizeram o curso.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Endoscopia    Colonoscopia    Pólipos intestinais    Pré-cancerosos    Lesão plana    Adenoma    Clínica Mayo   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
endoscopia    colonoscopia    pólipos intestinais    pré-cancerosos    lesão plana    adenoma    clínica Mayo   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.