Saúde Pública
publicado em 03/01/2013 às 11h43:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: João Dantas
Hospital Alcides Carneiro o principal da cidade de Petrópolis
  « Anterior
Próxima »  
Hospital Alcides Carneiro o principal da cidade de Petrópolis

A decisão do prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, de decretar estado de calamidade pública na rede municipal de saúde do município, foi recebida com perplexidade pelo presidente do Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro, Jorge Darze. Segundo ele, a medida reflete, de maneira geral, a crise pela qual passa a saúde da maioria dos municípios fluminenses.

" O que leva a uma situação de perplexidade entre nós da sociedade, e do sindicato dos médicos em particular, é esse discurso uniforme dos novos prefeitos de reconhecer a crise do setor de saúde em suas cidades. Se por um lado isso é positivo: um novo governo já assumindo reconhecendo uma situação de calamidade, por outro é preciso que esses discursos tenham como contrapartida ações governamentais que venham a transformar, de fato, a situação da rede de saúde, dando-lhe condições de atender bem a população" , disse.

A decisão do prefeito de Petrópolis foi adotada após vistoria feita no Hospital Alcides Carneiro o principal da cidade. Foram constatados problemas na unidade e no sistema de saúde do município.

Mesmo reconhecendo a validade da decisão, que permite a compra de medicamentos e contração de serviços e pessoal sem os trâmites burocráticos de praxe e a realização de licitações, Darze manifestou preocupação com os rumos que a decisão do prefeito pode tomar. " Ao mesmo tempo em que o governante usa o decreto para agilizar a tomada de decisões, ele também pode usá-lo de maneira indevida, como fator gerador de improbidade administrativa, se os órgãos fiscalizadores não exercerem efetivamente o seu papel e, desta forma, evitar que desvios de conduta possam ocorrer" .

Na avaliação do presidente do Sindicato dos Médicos, é preciso que os prefeitos que estão assumindo o Executivo de suas cidades, ao reconhecerem a existência do problemas, busquem soluções que efetivamente beneficiem a população. " O problema é que, na maioria das vezes, essas posições são muito mais marketing político do que propriamente uma decisão concreta de assumir o compromisso de solucionar o problema e encontrar uma saída responsável para o caos existente da rede pública de saúde" , declarou.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Calamidade    Petrópolis    Rubens Bomtempo    Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro    Cremerj    Jorge Darze   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.