Geral
publicado em 02/01/2013 às 18h29:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Miflippo/Foto Stock
Frutose, utilizada na produção de sucos de fruta, parece estimular áreas do cérebro ligadas ao apetite
  « Anterior
Próxima »  
Frutose, utilizada na produção de sucos de fruta, parece estimular áreas do cérebro ligadas ao apetite

Equipe de pesquisadores da Yale University School of Medicine, nos EUA, descobriu que a frutose, açúcar muito usado na indústria de alimentos, parece estimular áreas do cérebro ligadas ao apetite, em vez de sinalizar que já é hora de diminuir a ingestão de calorias.

A pesquisa apoia a ideia de que o consumo de frutose em sucos de fruta e no xarope de milho está envolvido no aumento da incidência de obesidade e diabetes no mundo.

"A ingestão de frutose produz aumentos menores na circulação de hormônios da saciedade do que a ingestão de glicose. Deste modo, a frutose, possivelmente, aumenta o comportamento de procura de alimentos e aumenta o consumo de alimentos", afirmam os pesquisadores.

Kathleen A. Page e seus colegas conduziram um estudo com 20 voluntários saudáveis para examinar fatores neurofisiológicos que podem associar o consumo de frutose e o ganho de peso.

Primeiro, a atividade cerebral dos voluntários foi medida sem nenhuma intervenção, para avaliar seu estado "normal" durante o jejum.

Depois, cada participante recebeu 300 ml de uma bebida adocicada. A diferença é que, em metade dos casos, a bebida continha 75 gramas (ou 300 calorias) do açúcar glicose, enquanto nos outros casos o "adoçante" usado era a frutose, na mesma proporção.

Os pesquisadores descobriram que houve alterações significativas no hipotálamo em alguns participantes.

Análise realizada após 15 minutos mostrou que quem bebeu glicose teve uma redução significativa da atividade do hipotálamo (medida pelo fluxo sanguíneo nessa região do cérebro). Segundo os pesquisadores, era como se o sinal de apetite tivesse diminuído.

Já a ingestão de frutose não causou nenhuma alteração no hipotálamo, ao menos nesse primeiro momento. Aliás, o que os pesquisadores observaram foi um aumento pequeno e passageiro da atividade dessa área cerebral.

A equipe acredita que o resultado parece ser favorável à ideia de que é preciso reduzir o teor de frutose nos alimentos industrializados, especialmente em países como os EUA.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Açúcar    Frutose    Apetite    Xarope de milho    Yale University School of Medicine    Kathleen A. Page   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Açúcar    frutose    apetite    xarope de milho    Yale University School of Medicine    Kathleen A. Page   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.