Geral
publicado em 30/12/2012 às 10h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Ministério da Saúde
Equipe de resgate do SAMU durante atendimento a acidentado em São Paulo. SUS registrou 155 mil internações relacionadas a acidentes de trânsito no ano passado
  « Anterior
Próxima »  
Equipe de resgate do SAMU durante atendimento a acidentado em São Paulo. SUS registrou 155 mil internações relacionadas a acidentes de trânsito no ano passado

As regiões sudeste e nordeste foram as que mais registraram internações por acidentes de transito em 2011, segundo dados do Ministério da Saúde. Nessas mesmas regiões, em 2010, estão os registros mais elevados de vítimas fatais do total de 42. 844 em todo o país, além de milhares com sequelas. A gravidade da situação é constatada pela documentação do SUS, que registrou 155 mil internações no Brasil relacionadas a acidentes de trânsito no ano passado, com um custo de mais de R$ 200 milhões.

As vítimas fatais no sudeste ultrapassaram 15 mil em 2010 e no nordeste mais de 11 mil morreram por acidentes no trânsito. Os estados de São Paulo e Minas Gerais têm as maiores marcas com 7.397 e 4. 176, respectivamente. No nordeste, 2.593 pessoas morreram no mesmo ano e somente no Ceará , o trânsito fez 2.065 vítimas.

As internações em 2011 foram lideradas pelo Pará no norte, pelo Ceará no nordeste, por São Paulo no sudeste, pelo Paraná no sul e Goiás no Centro Oeste. Os hospitais de São Paulo internaram cerca de 42 mil pessoas e o Ceará cerca de 11 mil, os maiores registros do ano passado.

Considerando caso de saúde pública, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, defende todas as medidas que tornaram a legislação mais rígida na chamada Lei Seca, sancionadas recentemente pela presidenta Dilma Rousseff. Segundo ele, o valor gasto leva em conta apenas as internações na rede hospitalar pública, sem considerar os custos dos atendimentos imediatos às vítimas feitos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (SAMU), nas Unidades de Pronto Socorro e Pronto Atendimento e na reabilitação do paciente com consultas, exames, fisioterapia, dentre outros. " Com estes recursos, poderíamos construir 140 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24 horas) e melhorar o atendimento à população nas urgências e emergências do país" , compara o ministro.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Trânsito    Mortes    Internações    Sequelas    Vítimas    Ministério da saúde   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
trânsito    mortes    internações    sequelas    vítimas    ministério da saúde   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.