Geral
publicado em 22/12/2012 às 10h00:00
   Dê o seu voto:

Ressonância magnética supera tomografia no monitoramento de lesões cerebrais

Pessoas com lesões leves que tinham tomografias 'normais' apresentavam sinais de sangramento em exames de ressonância

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: UCSF
Exames de ressonância magnética fornecem melhores diagnósticos de lesões cerebrais
  « Anterior
Próxima »  
Exames de ressonância magnética fornecem melhores diagnósticos de lesões cerebrais

Pesquisadores da Universidade da California, nos EUA, descobriram que a ressonância magnética (RM) é mais eficaz para prever resultados de longo prazo para pessoas com lesões cerebrais traumáticas leves do que a tomografia computadorizada (TC), técnica padrão para avaliar essas lesões na sala de emergência.

Esther Yuh e sua equipe seguiram 135 pessoas tratadas por lesões traumáticas cerebrais leves ao longo dos últimos dois anos em três hospitais.

Todos os 135 pacientes com lesões cerebrais traumáticas leves receberam tomografia computadorizada quando foram admitidos pela primeira vez, e todos receberam exames de ressonância magnética cerca de uma semana depois. A maioria deles não tinha sinais detectáveis de lesão na tomografia, mas mais de um quarto que tinha TC "normal", também apresentava manchas detectáveis em seus exames de ressonância magnética chamadas "lesões focais", que sinalizam sangramento microscópico no cérebro.

Visualizar essas lesões focais ajudou os médicos a prever se os pacientes estavam propensos a sofrer problemas neurológicos persistentes. Cerca de 15% das pessoas que têm lesões cerebrais traumáticas leves sofrem consequências neurológicas a longo prazo, mas os médicos não têm atualmente qualquer forma definitiva de predizer se um paciente vai ter sequelas ou não.

"Este trabalho levanta questões de como estamos atualmente para gerenciar pacientes através de tomografia computadorizada. Ter uma tomografia normal não indica, de fato, que tudo está normal", afirma o autor sênior do estudo, Geoff Manley.

Segundo os pesquisadores, o trabalho é um passo importante para a definição de uma forma mais quantitativa de avaliar pacientes com lesões cerebrais traumáticas leves e desenvolver ferramentas médicas de maior precisão para detectar, monitorar e tratá-los.

A pesquisa foi descrita na revista Annals of Neurology.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Ressonância magnética supera tomografia no monitoramento de lesões cerebrais
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Ressonância magnética supera tomografia no monitoramento de lesões cerebrais


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Ressonância magnética    tomografia computadorizada    lesões cerebrais    Universidade da California    Esther Yuh   
Comentários:
Comentar
edson daniel
postado em:
12/02/2013 16:31:57
gostei da matéria da tomogr versus resson no paciente com trauma do cranio
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.