Saúde Pública
publicado em 21/12/2012 às 16h21:00
   Dê o seu voto:

Psicologia hospitalar reduz ansiedade de pacientes internados no Rio

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: SECOM/RJ
Autônomo Jorge José Junqueira, de 56 anos, internado no Hospital Estadual Albert Schweitzer
  « Anterior
Próxima »  
Autônomo Jorge José Junqueira, de 56 anos, internado no Hospital Estadual Albert Schweitzer

O apoio psicológico à recuperação física e mental do paciente já é cientificamente comprovado, embora ainda pouco difundido na maioria dos hospitais, e quando o atendimento é estendido aos familiares, os resultados são ainda mais positivos. A conclusão é da secretaria de saúde do Rio de Janeiro, que está ampliando este tipo de atenção especial no estado. O Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, foi o pioneiro na implantação do sistema com sua equipe de profissionais. O procedimento de trabalho é semelhante em todas as unidades: os pacientes passam por uma avaliação, em grande parte dos casos, ao dar entrada nas unidades. O acompanhamento é feito até a alta do paciente, em média, uma vez por semana. Aqueles que demonstram algum distúrbio psiquiátrico são referenciados para acompanhamento ambulatorial na rede de atenção básica depois da alta do hospital.

Ansiedade por um diagnóstico ou por uma cirurgia, o momento de retirar o respirador de um paciente no CTI, depressão e dificuldades de amamentação são alguns dos temas enfrentados com frequência pelas equipes de psicólogos que trabalham nas grandes unidades hospitalares da rede. Também cabe à equipe de psicólogos acompanhar o médico na hora de informar o falecimento de algum paciente .

O autônomo Jorge José Junqueira, de 56 anos, precisou ficar muitos dias internado no Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, por conta de todo o processo de tratamento após a amputação de sua perna esquerda. E ele não nega que bateu desânimo. Nele e em sua família. Esse sentimento entre pessoas que vivem um trauma ou precisam ficar muitos dias dentro de uma unidade de saúde em tratamento é natural. Para ajudar Jorge, sua família e milhares de outros pacientes, o Hospital Estadual Albert Schweitzer (HEAS) desenvolveu um serviço complementar, incluindo a equipe de psicologia no processo de recuperação e cura. A experiência do HEAS foi ampliada para a rede estadual de saúde. Na unidade, são 25 profissionais atuando. Hoje o serviço de psicologia hospitalar é oferecido em todas as grandes unidades da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e vem se integrando cada vez mais às equipes médicas dos hospitais.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Saúde mental    Psicologia    Rio de janeiro    Psicologia hospitalar    Pacientes internados   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Psicologia hospitalar reduz ansiedade de pacientes internados no Rio
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Psicologia hospitalar reduz ansiedade de pacientes internados no Rio


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
saúde mental    psicologia    rio de janeiro    psicologia hospitalar    pacientes internados   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.