Geral
publicado em 17/12/2012 às 08h32:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: José Luis Pindado/TEDxSol
José María Ordovás, líder da pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
José María Ordovás, líder da pesquisa

Equipe de pesquisadores da Tufts University, nos EUA, descobriu que portadores de uma determinada variante genética têm menos risco de desenvolver doenças cardíacas.

A pesquisa revela ainda um mecanismo genético que parece regular os níveis de triglicerídeos e proteger especialmente pessoas com maior ingestão maior de gordura poliinsaturada (PUFA), gordura saudável, contra doenças cardiovasculares.

Os autores analisaram dados de mais de 27 mil participantes matriculados em 10 estudos epidemiológicos realizados nos Estados Unidos e Europa. Centrando-se no polimorfismo de nucleotídeo único (SNP) rs13702, eles observaram que um tipo de RNA pequeno conhecido como microRNA (MIR), influencia a produção de lipoproteína lipase (LPL), enzima que medeia o metabolismo de triglicerídeos circulantes.

"Não vimos nenhuma atividade de miR em portadores da variante do gene. Na maioria dos indivíduos, miR apareceu anexado ao RNA mensageiro (mRNA), reduzindo a velocidade de produção da LPL. Sem essa interferência, as pessoas com a variante presumivelmente teriam mais LPL disponível para quebrar os triglicérides em excesso e impedir que possam ser depositado nas artérias, o que poderia, eventualmente, levar à aterosclerose e outras doenças cardiovasculares", afirma o autor sênior José M. Ordovás.

Os autores também observaram menores níveis de triglicerídeos e concentrações mais elevadas de lipoproteína de alta densidade (colesterol HDL), o chamado colesterol "bom" em associação com a variante genética. Além disso, os portadores da variação tendem a ter níveis mais baixos de triglicerídeos no sangue, mesmo se tiveram maior ingestão de PUFA.

A equipe espera realizar estudos futuros para investigar o efeito do tratamento de células humanas em cultura com PUFA para determinar se isso vai mediar os níveis de LPL através dos miR identificados.

Os resultados contribuem para desenvolver dietas específicas a genes que poderiam melhorar a saúde geral e complementar a prevenção e o tratamento de doenças crônicas.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Variante genética    Doença cardíaca    Triglicerídeos    Colesterol    Tufts University    José M. Ordovás   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Variante genética    doença cardíaca    triglicerídeos    colesterol    Tufts University    José M. Ordovás   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.