Geral
publicado em 10/12/2012 às 08h57:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Phill Jones/Georgia Health
Diana G. Murro, responsável pelo estudo
  « Anterior
Próxima »  
Diana G. Murro, responsável pelo estudo

Cientistas da Georgia Health Science University, nos EUA, descobriram que o aumento dos níveis do hormônio aldosterona coloca jovens negros em maior risco de doenças cardiovasculares.

A pesquisa sugere que inibidores do hormônio podem ser a chave para controlar a pressão arterial e reduzir o risco cardiovascular em jovens negros.

A equipe analisou um grupo de 191 jovens negros e brancos saudáveis com idades entre 15 e 19 anos.

Os resultados mostraram que apenas nos jovens negros, o maior nível de aldosterona foi associado com menor excreção de sódio, aumento da pressão arterial e alargamento da câmara esquerda de bombeamento do coração.

O aumento de sódio faz o corpo reter mais líquido, o que aumenta a pressão arterial. O alargamento anormal da câmara de bombeamento do coração, chamado de hipertrofia ventricular esquerda, leva o coração a ter que trabalhar muito contra a pressão arterial alta para empurrar o sangue e oxigênio para o corpo. Tudo isso aumenta o risco de doença cardiovascular nessa população.

Estudos anteriores têm mostrado que homens negros têm dificuldade em reduzir a pressão arterial após estresse em função do comprometimento da capacidade de eliminar sódio.

"Pode ser uma boa ideia considerar drogas que ataquem aldosterona nesses indivíduos", afirma a pesquisadora Diana G. Murro.

Embora os inibidores de aldosterona sejam utilizados para tratar a hipertensão refratária, eles normalmente não são utilizados em negros, possivelmente porque não têm sido bem estudado nesta população.

O hormônio aldosterona esteroide, produzido pela glândula supra-renal, é parte de um sistema renina-angiotensina-aldosterona, que ajuda o corpo a regular a pressão sanguínea e a retenção de sódio. Aldosterona age nos rins, levando-os a reter sódio, o que aumenta a pressão arterial. Enquanto isso pode ser um trunfo em algumas situações, como ter acesso limitado a água durante um período prolongado, pode tornar-se prejudicial devido ao consumo excessivo de sódio.

A equipe ressalta que mais estudos semelhantes são necessários com jovens hipertensos ou pessoas com histórico familiar de pressão alta para confirmar as conclusões.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Doença cardiovascular    jovens negros    aldosterona    hormônio    Georgia Health Science University    Diana G. Murro   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.