Geral
publicado em 07/12/2012 às 16h45:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: SECOM/RJ
Cardiologista Márcio Montenegro e o paciente João Soares Batista, de 78 anos
  « Anterior
Próxima »  
Cardiologista Márcio Montenegro e o paciente João Soares Batista, de 78 anos

O aposentado João Soares Batista, de 78 anos, foi o primeiro paciente do Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro (Iecac), no Rio de Janeiro, a ser submetido a um procedimento novo na rede estadual de saúde. O procedimento implantado troca a válvula aórtica por meio de cateterismo. Desta forma, o paciente não precisa abrir o tórax para operar o coração.

Uma semana depois de ser operado, João Batista já recebeu alta, na quarta-feira (5), e foi para casa.

Portador de uma estenose aórtica grave, que pode dificultar ou até impedir a passagem de sangue do coração para o resto do corpo, João já não conseguia se movimentar direito.

O procedimento que foi feito no aposentado é indicado para pacientes considerados inoperáveis e pode ser usado como opção de tratamento para aqueles que têm alto risco cirúrgico. Já nos pacientes com médio ou baixo risco, a técnica tradicional continuará sendo indicada.

De acordo com o cardiologista Márcio Montenegro, que coordenou o procedimento, os candidatos a se submeterem à nova técnica são selecionados pela equipe do Iecac e passam por avaliação da equipe do Instituto, além de realizarem exames como ecocardiografia, cateterismo e tomografia. Os resultados são analisados também pela empresa que fabrica as válvulas.

No tratamento padrão, o paciente precisa ser entubado e o coração para, para que a válvula seja trocada. Pela nova técnica, é feito um corte na artéria femural do paciente, onde é inserido um cateter que levará a válvula até o coração, sem a necessidade de parar o funcionamento do órgão. A média de internação de um procedimento para o outro cai de dez para quatro dias.

" Quando falamos em custos temos que levar todos esses fatores em consideração, que é a recuperação, o tempo que esse paciente ficará internado, e não apenas um único valor" , acrescentou o diretor do Iecac, Antônio Ribeiro.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
cirurgia    cateterismo    cardiologia    João Soares Batista    Rio de Janeiro    Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro    Iecac   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.