Geral
publicado em 08/12/2012 às 12h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Child Education
Alterações epigenéticas deixam vítimas mais propensas a transtornos de ansiedade e humor
  « Anterior
Próxima »  
Alterações epigenéticas deixam vítimas mais propensas a transtornos de ansiedade e humor

Cientistas do Instituto Max Planck de Psiquiatria de Munique, na Alemanha, descobriram que traumas sofridos na infância deixam marcas no DNA de algumas vítimas.

A pesquisa sugere que abusos causam alterações epigenéticas que deixam vítimas mais propensas a transtornos de ansiedade e humor, como depressão e transtorno de estresse pós-traumático.

A equipe liderada por Elisabeth Binder mostrou, pela primeira vez, que variantes genéticas do gene FKBP5 podem influenciar alterações epigenéticas neste gene induzidas por trauma inicial.

Em indivíduos com predisposição genética, o trauma provoca alterações a longo prazo na metilação do DNA que conduzem a uma desregulação duradoura do sistema hormonal do stress. Como resultado, as pessoas afetadas são menos capazes de lidar com situações estressantes ao longo da vida.

A equipe espera que as descobertas permitam desenvolver novas estratégias de tratamento para pacientes individuais, bem como o aumento da consciência pública sobre a importância de proteger as crianças dos traumas e suas consequências.

Muitas doenças humanas resultam da interação dos genes individuais e de influências ambientais. Eventos traumáticos, especialmente na infância, constituem fatores de alto risco para o surgimento de doenças psiquiátricas na vida adulta. No entanto, se o estresse precoce vai leva a um distúrbio psiquiátrico depende em grande parte da predisposição genética das pessoas.

Binder e seus colegas examinaram o DNA de quase 2 mil afro-americanos que passaram por vários traumas na infância ou na vida adulta. Um terço das vítimas de trauma ficou doente e estava sofrendo de estresse pós-traumático.

A análise mostrou que o risco de desenvolver estresse pós-traumático aumentou com a severidade do abuso apenas nos portadores de uma variante genética específica no gene FKBP5. FKPB5 determina a eficácia com que o organismo vai reagir ao estresse, e assim regula todo o sistema hormonal do estresse.

Para entender os mecanismos desta interação gene-ambiente, os cientistas compararam modificações da sequência de DNA de vítimas que não haviam ficado doentes, com o daqueles que adoeceram.

Eles foram capazes de demonstrar que a variante genética FKBP5 faz diferença fisiológica para os afetados, também nas células nervosas. Estresse extremo e concentrações elevadas de hormônios do estresse causam a chamada mudança epigenética. Um grupo metil é retirado do DNA, provocando um aumento acentuado na atividade de FKBP5. Esta mudança duradoura é gerada principalmente através de traumas na infância.

"Dependendo da predisposição genética, trauma de infância pode deixar marcas epigenéticas permanentes no DNA, reprimindo a transcrição de FKBP5. A consequência é uma desregulação permanente do sistema de regulação do estresse da vítima, o que pode levar a doenças psiquiátricas", afirma o pesquisador Torsten Klengel.

A equipe acredita que o estudo melhora a compreensão das doenças psiquiátricas que surgem a partir da interação de fatores ambientais e genéticos. Os resultados vão ajudar a individualizar o tratamento especial para os pacientes que foram expostos a traumas na infância e, assim, têm mais risco de doenças.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Traumas de infância    mudanças genéticas    DNA    doenças psiquiátricas    estresse    Instituto Max Planck de Psiquiatria de Munique    Elisabeth Binder   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.