Geral
publicado em 03/12/2012 às 10h02:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Northampton General Hospital
Britânico John Thomsom (o primeiro em pé, da esquerda para a direita) com a equipe que trabalhou em seu resgate
  « Anterior
Próxima »  
Britânico John Thomsom (o primeiro em pé, da esquerda para a direita) com a equipe que trabalhou em seu resgate

Um britânico de 60 anos foi ressuscitado por médicos após sofrer um ataque cardíaco que fez seu coração parar por quase 1 hora e meia.

O caso aconteceu no Northampton General Hospital, no Reino Unido.

O mecânico John Thomson começou a sentir fortes dores no peito e chamou uma equipe de resgate. Durante o atendimento, o paciente teve um ataque cardíaco e teve de ser levado imediatamente para o hospital.

Os paramédicos trabalharam por mais de meia hora para tentar reanimar John, aplicando mais de 50 choques elétricos no peito do paciente até a chegada da ambulância ao hospital.

No centro médico, ele foi levado para a mesa de cirurgia com um quadro considerado "clinicamente morto", quando o coração fica incapaz de voltar a bater por conta própria.

"Quando fui chamado e me disseram que ele estava em parada cardíaca, minha reação imediata foi a de que ele não poderia ser salvo. Mas um dos médicos me disse que, notavelmente, John foi capaz de responder a comandos enquanto estava sendo ressuscitado, o que era um sinal de que a ressuscitação tinha sido incrivelmente boa a partir do momento que ele sofreu uma parada cardíaca", afirma o cardiologista Dominic Cox, que atendeu John no hospital.

Cox e sua equipe então realizaram um procedimento cirúrgico urgente, com a aplicação de dois stents. Durante a cirurgia, o sangue foi bombeado artificialmente para que a circulação fosse mantida.

Após o desbloqueio do vaso sanguíneo, que causou a parada cardíaca, foi administrado um novo choque elétrico, que fez o coração voltar a bater, 80 minutos após o infarto.

Contra todas as expectativas, e apesar de passar nove dias em coma induzido na UTI após a operação, John tem feito uma recuperação notável.

Recentemente, ele se encontrou com os paramédicos e alguns dos funcionários que trabalharam como equipe para salvá-lo, para agradecer.

"Para mim o Serviço nacional de Saúde (NHS) foi absolutamente maravilhoso. O paramédico estava aqui em minutos, seguido pela ambulância com um kit preparado. Tudo estava no lugar no hospital e tudo funcionou maravilhosamente. Eu devo minha vida a toda a equipe", afirma John.

John passou por um novo procedimento para a inserção de um terceiro stent e para verificar os resultados da operação de emergência. Apesar de alguns danos leves a seu coração, as perspectivas são boas, e ele espera começar a trabalhar novamente no ano novo, uma vez que ainda sente um pouco de dor muscular.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Parada cardíaca    parada cardíaca de 80 minutos    ressuscitação    stents    Northampton General Hospital    John Thomson   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.