Geral
publicado em 27/11/2012 às 17h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Indiana University
Joshua Brown, principal investigador do estudo
  « Anterior
Próxima »  
Joshua Brown, principal investigador do estudo

Pesquisadores da Universidade de Indiana, nos EUA, descobriram que mensagens negativas são menos eficazes para pessoas que fazem uso abusivo de álcool e drogas.

A descoberta pode ajudar a guiar políticas de saúde pública para impedir o abuso de drogas e álcool ou dissuadir as pessoas de se envolverem em comportamentos de risco.

"Os resultados são um tanto irônicos, porque muitos anúncios de serviço público dizem "Drogas são ruins para você", "Basta dizer não", ou "Este é o seu cérebro em drogas" mostrando uma imagem de ovos fritos. O que estamos vendo é que as mensagens negativas não estão tendo o mesmo impacto sobre o cérebro", afirma o principal investigador Joshua Brown.
A pesquisa foi publicada no Psychology of Addictive Behaviors.

Utilizando técnicas de neuroimagem, os pesquisadores examinaram o impacto de diferentes mensagens sobre os cérebros de indivíduos dependentes de substância e comparou-o com seus efeitos sobre pessoas não dependentes.

Eles também procuraram determinar onde está o problema no circuito cérebro, mensagem e comportamento. Eles sugeriram que talvez o cérebro de pessoas dependentes de substâncias é sensível ao risco, mas o conhecimento não orienta seu comportamento. Ou talvez dependentes percebam as mensagens de forma diferente em primeiro lugar.

Para responder a estas questões, os participantes participaram de um jogo virtual, o Iowa Gambling Task, frequentemente utilizado em estudos psicológicos sobre tomada de decisão. Quatro baralhos de cartas aparecem em uma tela, e os participantes são informados de que vão ganhar ou perder dinheiro, escolhendo certos baralhos.

O grupo dependente da substância mostrou menos atividade no cérebro em resposta à mensagens negativas de que um baralho certo levaria a perdas. As mensagens negativas também levaram decisões piores e significativamente mais arriscadas do grupo de dependentes de substâncias tóxicas do que no grupo de não usuários.

Os resultados sugerem que o nível de atividade cerebral em regiões do cérebro que avaliam o risco é menor em indivíduos dependentes de substância do que aqueles que não usam drogas ou álcool.

Os dois grupos analisados processam as mensagens de forma diferente, particularmente aquelas mensagens que enfatizam a perda ou redução de perspectivas de ganho.

A pesquisa contribui para um crescente corpo de evidências que analisam o impacto de determinados tipos de mensagens sobre os mecanismos neurais envolvidos na tomada de decisões arriscadas.

Segundo Brown, ainda não pode dizer se as mensagens positivas são mais eficazes para reduzir o uso de drogas porque sua experiência envolveu decisões sobre o dinheiro em vez de drogas. Eles estão trabalhando nisso, porém, estão apenas começando a ver como as pessoas tomam decisões com relação às drogas.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Mensagens negativas    dependentes de drogas    dependentes de álcool    Universidade de Indiana    Joshua Brown   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.