Geral
publicado em 25/11/2012 às 12h40:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Ensaios clínicos que investigam a eficácia de medicamentos nem sempre avaliam de forma adequada a segurança desses produtos. Um desses casos é esmiuçado em tese de doutorado defendida pela farmacêutica Daniela Rezende Garcia Junqueira, segundo a qual estudos sobre o anticoagulante heparina não registram a tendência de o medicamento provocar um tipo de trombose, a Trombocitopenia Induzida por Heparina (TIH).

" Trata-se de um fármaco importante, que precisa ser usado com o conhecimento desse risco" , explica ela, que se surpreendeu ao perceber que os testes realizados com todo o aparato laboratorial disponível deixam de focalizar essa reação adversa grave e comum.

No principal artigo que compõe a tese, a farmacêutica registra que recuperou mais de 800 estudos relacionados ao uso de heparina em pacientes pós-cirúrgicos. " Desses, 50 eram potencialmente relevantes, mas somente dois acompanhavam os pacientes de modo adequado para o risco de TIH" , relata. Segundo o co-orientador do trabalho, professor Edson Perini, ensaios clínicos são experimentos para avaliar eficácia e segurança de medicamentos, permitindo às indústrias aprovar produtos para comercialização.

O problema é que a detecção de reações adversas não figura no elenco de prioridades desses ensaios. " Quem não procura não acha" , critica Perini, coordenador do Centro de Estudos do Medicamento (Cemed), no âmbito do qual foi realizada a pesquisa de Daniela Junqueira.

A autora da tese explica que, apesar de a heparina ter sido o principal instrumento no manejo de alterações tromboembólicas por mais de meio século, o fármaco vem despertando grande interesse para o sistema de farmacovigilância " em função de recentes circunstâncias comerciais e clínicas, que demonstram um necessário alerta referente à sua utilização" .

Suína ou bovina

Ao analisar o mercado farmacêutico brasileiro, Daniela Junqueira identificou outra falha relacionada à heparina a ausência de referências à origem do medicamento, que pode ser isolado e extraído da mucosa intestinal de suínos ou do tecido pulmonar bovino. Segundo a pesquisadora, as diferenças quanto ao perfil de segurança entre esses fármacos indica necessidade de acompanhamento do tratamento e da resposta dos pacientes.

A autora do estudo explica que a origem biológica é fator pouco explorado nas diretrizes de dose e posologia, embora a fonte animal do medicamento altere seu perfil de efetividade e segurança. " A heparina bovina e a suína não são fármacos equivalentes. A bovina possui maior grau de sulfatação de seus compostos, e isso determina efeitos distintos na coagulação" , assegura, ao destacar que a decisão sobre qual tipo de heparina usar pode ser influenciada por reações adversas tais como a trombose.

Para a orientadora do estudo, professora Maria das Graças Carvalho, do Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas da Faculdade de Farmácia, ao utilizar o método de revisão sistemática, trabalhos como o de Daniela cumprem a função de " sumarizar a vasta literatura médica acerca de determinado assunto e identificar áreas carentes de pesquisa científica" .

A orientadora lembra que os profissionais de saúde e a própria comunidade científica dependem de pesquisas desse tipo, sobretudo diante do número crescente de publicações em todo o mundo.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
anticoagulante    trombose    UFMG    Univerdade Federal de Minas Gerais    Daniela Rezende Garcia Junqueira   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.