Geral
publicado em 22/11/2012 às 11h50:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Anna Subbotina/Stock Photo
Pesquisa encontrou 10 milhões de bactérias por metro quadrado na esponja de cozinha
  « Anterior
Próxima »  
Pesquisa encontrou 10 milhões de bactérias por metro quadrado na esponja de cozinha

Cientistas da Universidade do Arizona, nos EUA, descobriram que a esponja de cozinha contém 200 vezes mais bactérias do que o vaso sanitário.

A pesquisa sugere que o objeto pode conter até mesmo patógenos como a bactéria Campylobacter, ligada a casos de paralisia. As informações são do Daily Mail.

A equipe, liderada por Charles Gerba, realizou um levantamento em 180 casas em diversos países (Austrália, Canadá, Alemanha, Índia, Malásia, Arábia Saudita, África do Sul, Inglaterra e Estados Unidos).

Segundo Gerba, o assento do vaso sanitário é um dos objetos mais limpos de uma casa em termos de micro-organismos. Mas é preciso estar mais preocupado com outros itens domésticos, como esponjas, panos de prato e sacolas de supermercado reutilizáveis.

Os resultados da pesquisa mostraram que os banheiros passaram no teste de limpeza em 70% dos casos. Já apenas 6% das pias verificadas mostraram boas condições de higiene.

O estudo descobriu que há cerca de 10 milhões de bactérias por metro quadrado em uma esponja de cozinha e um milhão por metro quadrado nos panos de prato.

Além da pia da cozinha, tábuas usadas na manipulação de alimentos também mostraram alto índice de infecção.

De acordo com Gerba, na cozinha, os micro-organismos não necessariamente chegam através do contato real com fezes. Eles vêm por meio de produtos de carne crua ou vísceras de dentro da carne animal, onde várias bactérias fecais se originam.

Ele afirma que é porque todos temem a sujeira dos vasos sanitários que os limpam regularmente, então talvez este seja essa a ação necessária para com as tábuas de cortar carne.

Segundo o Global Hygiene Council, entidade responsável por discutir normas e procedimentos de limpeza em todo o mundo, esponjas de cozinha devem ser lavadas em água com temperatura superior a 60C para matar germes e isso deve ser feito regularmente.

Os especialistas afirmam ainda que manter as mãos limpas e lavá-las entre o manuseio de diferentes itens ou materiais também deve ser hábito para diminuir os níveis de contaminação da cozinha.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Esponja de cozinha    Bactérias    Vaso sanitário    Campylobacter    Universidade do Arizona    Charles Gerba   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Esponja de cozinha    bactérias    vaso sanitário    Campylobacter    Universidade do Arizona    Charles Gerba   
Comentários:
Comentar
Rubio Ribas
postado em:
22/11/2012 21:15:02
Bom dia!É fato comprovado. Infecção alimentar mata, e muito. Boas práticas em higiene e manipulação de alimentos são medidas preventivas eficientes, porém dentro de um processo industrial, em que um grande número de pessoas são envolvidas e utilizam um grande número de equipamentos e acessórios industriais , o risco de contaminação cruzada cresce de uma forma intensa, por que os volumes de produtos industrializados são altos. Dessa forma os aditivos antimicrobianos ou antibacterianos incorporados em resinas plásticas durante a fabricação do bem descartável ou durável mostram o seu ?valor de uso?. Esses aditivos aliados às boas práticas ampliam a barreira de proteção quanto a contaminação cruzada, mas nunca abandonando as normas recomendadas de limpeza.Um bom aditivo antimicrobiano tem as funções bactericida, bacteriostática, fungicida e fungistática. Um produto eficiente também deverá eliminar além das bactérias, os bolores, as leveduras e os vírus. Os benefícios dessas tecnologias são amplos, é preciso saber quantificar e valorar os resultados para que possam ser comparados em relação ao acréscimo dos custos. A tradicional relação CUSTO X BENEFÍCIO. Por que no momento do ítem CUSTOS, aumento de CUSTOS surge o impasse! Certamente todo aditivo agrega um custo na matéria prima por que ele trará um resultado desejado, nesse momento conte com uma alternativa econômica, eficiente e duradoura, consulte a Provida Antimicrobianos, site www.provida.ind.br, nele você encontrará 03 linhas de antimicrobianos para tintas e resinas plásticas. Antimicrobianos Orgânicos "Nanoclean 80 e Nanoclean 500". Antimicrobianos Inorgânicos "Nanoclean Glass" produzido com silver glass (íons de prata em matriz vítrea) e Antimicrobiano 100% natural "Nanoclean Active" desenvolvido para transformar embalagens convencionais em embalagens ativas, produzido com ácidos orgânicos (100%). Das 3 linhas de produtos certamente uma resolverá o seu problema de microrganismos com eficiência e economia. Você encontrará também no www.provida.ind.br várias matérias técnicas sobre plásticos, boas práticas, bactérias, fungos, bolores, leveduras e vírus. Além de ter acesso a várias matérias de institutos ligados à saúde e a indústria alimentícia.Rubio Ribas.
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.