Geral
publicado em 21/11/2012 às 19h20:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: ABED HASHLAMOUN/Lusa/ABr
Foto: ABED HASHLAMOUN/Lusa/ABr
Foto: Xinhua/Wissam Nassar /Télam
Soldado israelense lança granada contra manifestantes palestinos em Bet Omar, durante protesto contra operação militar israelense na Faixa de Gaza Manifestantes palestinos procuram local seguro contra bomba de gás lacrimogêneo disparada por soldados israelenses durante protestos contra operações militares de Israel na Faixa de Gaza Cidadãos palestinos observam um carro perto da agência do Banco Nacional Islâmico, após um ataque aéreo de Israel
  « Anterior
Próxima »  
Soldado israelense lança granada contra manifestantes palestinos em Bet Omar, durante protesto contra operação militar israelense na Faixa de Gaza
Manifestantes palestinos procuram local seguro contra bomba de gás lacrimogêneo disparada por soldados israelenses durante protestos contra operações militares de Israel na Faixa de Gaza
Cidadãos palestinos observam um carro perto da agência do Banco Nacional Islâmico, após um ataque aéreo de Israel

Agências da ONU alertaram, nesta quarta-feira (21), para a necessidade de apoio às vítimas do conflito entre tropas israelenses e o movimento islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 132 palestinos morreram em Gaza desde quarta-feira passada, quando começaram os bombardeios na região e no sul de Israel. Entre os mortos, estão 30 crianças e 11 mulheres. É estimado que pelo menos seis israelenses tenham perdido a vida nos ataques.

A OMS lançou um apelo de US$ 10 milhões para garantir a distribuição de material médico para casos de emergência entre os feridos. A agência acredita que os estoques atuais só serão suficientes para mais um mês.

Segundo a organização, pelo menos uma unidade de saúde foi atingida pelos bombardeios, citando relatos de danos, incluindo em ambulâncias. Foram registrados um total de 1090 feridos e os pacientes regulares foram evacuados para dar lugar aos atingidos pelo conflito.

Durante visita ao Centro de Refugiados em Gaza, nesta quarta, o comissário-geral da Agência da ONU de Assistência aos Refugiados Palestinos (Unrwa), Filippo Grandi, anunciou o envio de uma carta a doadores ocidentais e árabes com um pedido de US$ 12 milhões, ou R$ 24 milhões, para prestar assistência urgente às vítimas na região. Segundo ele, a medida busca evitar a falta de alimentos, que seria crítica no momento.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Oriente Médio    Faixa de Gaza    Israel    Hamas    ONU    Organização Mundial da Saúde    OMS   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Oriente Médio    Faixa de Gaza    Israel    Hamas    ONU    Organização Mundial da Saúde    OMS   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.