Geral
publicado em 19/11/2012 às 11h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Wavebreakmedia/Foto Stock
Pesquisa vai ajudar a determinar períodos em que pacientes hospitalizados devem ser monitorados mais de perto.
  « Anterior
Próxima »  
Pesquisa vai ajudar a determinar períodos em que pacientes hospitalizados devem ser monitorados mais de perto.

Pesquisadores dos Estados Unidos descobriram uma variação genética que afeta o relógio biológico do corpo humano de forma tão profunda que até prevê a hora do dia em que uma pessoa é mais propensa a morrer.

A descoberta pode ser usada para determinar quando pacientes com problemas cardíacos ou que sofreram acidente vascular cerebral (AVC) devem tomar medicação para torná-la mais eficaz, ou quando os pacientes hospitalizados devem ser monitorados mais de perto.

O estudo foi publicado na revista Annals of Neurology.

"O relógio biológico interno regula vários aspectos da biologia e do comportamento humano, tais como horários de sono preferidos, pico de desempenho cognitivo, e a duração de muitos processos fisiológicos. Ele também influencia o calendário de problemas agudos de saúde como derrame e ataque cardíaco", afirma o autor da pesquisa Andrew Lim, do Beth Israel Deaconess Medical Center (BIDMC).

Lim e seus colegas descobriram a variação genética por acaso, quando estavam investigando o desenvolvimento do Parkinson e da doença de Alzheimer.

Eles analisaram os padrões de sono de 1.200 adultos saudáveis de 65 anos de idade que também passaram por avaliações neurológicas e psiquiátricas anuais.

A análise mostrou uma única molécula perto de um gene chamado "Period 1 'que tinha como base ou a adenina (A) ou guanina (G), que variou entre dois grupos com comportamentos de sono distintos.

Neste local particular no genoma, 60% dos indivíduos têm a base nucleotídica adenina (A) e 40% guanina (G). Como os seres humanos têm dois conjuntos de cromossomos, em qualquer indivíduo, há uma chance de 36% de ter dois 'As' e uma chance de 16% de ter dois 'Gs', e uma chance de 48% de ter uma mistura de A e G neste local.

Os resultados mostraram que as pessoas com um genótipo AA tendem naturalmente a acordar uma hora mais cedo do que aqueles com GG, e o AGs acordam quase exatamente entre os outros dois grupos.

A equipe descobriu ainda que aqueles com o genótipo AA ou AG morreram pouco antes das 11 horas da manhã, em média, mas aqueles com o genótipo GG tendiam a morrer pouco antes das 18 horas.

"Então existe realmente um gene que prevê a hora do dia que uma pessoa vai morrer. Não a data, felizmente, mas a hora do dia", conclui Clifford Saper, chefe de neurologia do BIDMC.

Segundo Lim, mais pesquisas são necessárias para determinar os mecanismos pelos quais isso e outras variantes do gene influenciam o relógio biológico do corpo. Além de ajudar as pessoas a otimizar seus horários, a pesquisa pode levar a novas terapias para o tratamento de distúrbios do ritmo circadiano, como visto em jet lags ou pessoas que trabalham por turnos.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Relógio biológico    Acidente vascular cerebral    'period 1'    hora da morte    Beth Israel Deaconess Medical Center    Andrew Lim    Annals of Neurology   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.