Geral
publicado em 06/11/2012 às 12h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Lightpoet/Foto Stock
Acúmulo de dióxido de carbono em ambientes confinados prejudica concentração e tomada de decisão
  « Anterior
Próxima »  
Acúmulo de dióxido de carbono em ambientes confinados prejudica concentração e tomada de decisão

Cientistas norte-americanos descobriram que os níveis de dióxido de carbono (CO2) nas salas de aula prejudicam o aprendizado.

A pesquisa sugere que a exposição ao dióxido de carbono em espaços confinados pode ter impacto negativo na tomada de decisão e na concentração.

Quando não há janelas suficientes para ventilar as salas de aula adequadamente, o ar exterior não entra, e assim o ar interno pode ter acúmulo de dióxido de carbono, ou CO2, que é liberado com a respiração das pessoas.

Os pesquisadores observaram que as concentrações de dióxido de carbono típicos exteriores são cerca de 380 partes por milhão (ppm), enquanto no interior de prédios, as concentrações normalmente chegam a mais de 1 mil ppm.

No entanto, nas salas de aula, os investigadores descobriram que as concentrações de dióxido de carbono pode ser tão elevada quanto 3 mil partes por milhão, ou mais.

O estudo, publicado na revista Environmental Health Perspectives, se propôs a avaliar a forma como diferentes níveis de dióxido de carbono afetam o desempenho da função cerebral nas pessoas.

Pesquisadores do Berkeley Laboratory e da State University of New York, nos EUA, conduziram seu estudo em 22 adultos, na maioria estudantes universitários.

Os alunos foram divididos em grupos de quatro e colocados em uma câmara. Eles tiveram, então, que desenvolver testes de lógica em ambientes com três diferentes concentrações de dióxido de carbono: 600, 1 mil e 2.500 ppm.

Quando expostos à concentração de 1 mil partes por milhão de CO2, os universitários se saíram notavelmente pior nos testes de lógica do que quando estavam expostos ao ambiente com 600 ppm. Na sala com a maior quantidade de dióxido de carbono, o desempenho foi ainda pior.

Especificamente, os pesquisadores notaram que as pontuações dos estudantes na "tomada de decisões" e "pensamento estratégico" caíram mais conforme as concentrações de dióxido de carbono aumentaram.

Os pesquisadores reconheceram que são necessários mais estudos para replicar os resultados, por isso é ainda muito cedo para dizer se os padrões de ventilação precisam ser alterados.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Dióxido de carbono    Aprendizado    Respiração    State University of New York   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Dióxido de carbono    aprendizado    respiração    State University of New York   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.