Geral
publicado em 31/10/2012 às 17h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Venilton Kuchler/SES/PR
Foto: Venilton Kuchler/SES/PR
Foto: Venilton Kuchler/SES/PR
Centro Hospitalar de Reabilitação Ana Carolina Moura Xavier passa a oferecer alternativa terapêutica a seus pacientes: a toxina botulínica. O serviço foi iniciado nesta semana com a previsão para realização de 15 aplicações da toxina botulínica. Expectativa é que 30 procedimentos sejam feitos mensalmente na unidade em Curitiba.
  « Anterior
Próxima »  
Centro Hospitalar de Reabilitação Ana Carolina Moura Xavier passa a oferecer alternativa terapêutica a seus pacientes: a toxina botulínica.
O serviço foi iniciado nesta semana com a previsão para realização de 15 aplicações da toxina botulínica.
Expectativa é que 30 procedimentos sejam feitos mensalmente na unidade em Curitiba.

A partir desta semana, o Centro Hospitalar de Reabilitação Ana Carolina Moura Xavier, localizado em Curitiba (PR), passa a oferecer uma nova alternativa terapêutica a seus pacientes: a toxina botulínica. A substância reduz a rigidez muscular e amplia a capacidade funcional dos pacientes.

A expectativa é que 30 procedimentos sejam feitos mensalmente no hospital. Hoje, oito profissionais estão habilitados a realizar o procedimento.

Neste primeiro momento serão atendidos pacientes com sequelas em decorrência de lesões encefálicas, AVE (acidente vascular encefálico), TCE (traumatismo crânio-encefálico), lesões medulares e paralisia cerebral.

" A aplicação de toxina botulínica promove relaxamento muscular, facilitando alongamentos, prevenindo deformidades e promovendo ganhos funcionais ao paciente quando associado a um amplo programa de reabilitação" ,explicou o médico fisiatra Vitor Telles.

Diferentemente dos demais medicamentos utilizados via oral, que atuam de forma sistêmica em todo o corpo, a aplicação da toxina botulínica tem caráter localizado, o que diminui o risco de efeitos adversos. Outro benefício é a resposta das crianças ao tratamento. " Elas ainda estão desenvolvendo sua capacidade de plasticidade cerebral e por isso respondem melhor a toxina botulínica" disse a médica ortopedista infantil, Ana Carolina Pauleto.

Anteriormente, quem tinha indicação de tratamento com a toxina realizava o procedimento no Hospital de Clínicas da UFPR ou no Hospital Pequeno Príncipe, ambos em Curitiba. " O principal problema é que o paciente não podia ser encaminhado diretamente do CHR para uma dessas unidades referência. Todo processo tinha que ser iniciado novamente em uma unidade básica de saúde" enfatizou o diretor do Centro Hospitalar de Reabilitação, Antônio Paulo Mallmann.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
toxina botulínica    tratamento    Centro Hospitalar de Reabilitação Ana Carolina Moura Xavier    Curitiba    Paraná   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.