Geral
publicado em 26/10/2012 às 11h19:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Douglas Levere/University at Buffalo
Imagem: Divulgação
Satrajit Sinha, líder da pesquisa Pesquisa é capa da revista Nature Cell Biology de novembro
  « Anterior
Próxima »  
Satrajit Sinha, líder da pesquisa
Pesquisa é capa da revista Nature Cell Biology de novembro

Cientistas da Universidade de Buffalo, nos EUA, descobriram que uma proteína necessária para a lactação em mamíferos é capaz de suprimir tumores e metástases no câncer de mama.

Resultados fornecem novos caminhos para melhorar o tratamento e o diagnóstico da doença e, possivelmente, câncer de outros órgãos também.

"Este é o primeiro relatório a confirmar que essa proteína, chamada Elf5, age como supressor de tumor no câncer de mama", afirma o autor da pesquisa Satrajit Sinha.

Em circunstâncias normais, Elf5 é um fator de transcrição que controla os genes que permitem a produção de leite. Mas quando os pesquisadores usaram camundongos em que Elf5 foi removido, eles encontraram mais do que apenas uma incapacidade de produzir leite. Eles descobriram que as células epiteliais das glândulas mamárias também se tornaram mais mesenquimais, ou seja, mais como células estaminais, um anúncio precoce do câncer.

"Nós descobrimos que quando os níveis de Elf5 estão baixos ou são inexistentes, as células epiteliais tornam-se mais como células-tronco, transformando-se em células mesenquimais, mudando sua forma e aparência e migrando para outras partes do corpo. É assim que o câncer se espalha", explica Sinha.

Segundo os pesquisadores, Elf5 mantém as células normais da mama em sua forma atual e restringe sua circulação. Eles notaram que a proteína consegue isso suprimindo a transição epitelial-mesenquimal diretamente por meio da repressão da transcrição do Snail2, um regulador de células-tronco mamárias.

Elf5 mantém Snail2 reprimido, mas uma vez que eliminamos Elf5, então não há nada para reprimir a ação do regulados de células-tronco.

"Parece que a perda de Elf5 é um evento inicial do câncer de mama, por isso também pode ser uma importante ferramenta de diagnóstico. Nós queremos saber, como a perda de Elf5 ocorre e poderíamos usar essa falta como uma ferramenta de diagnóstico confiável", afirma Sinha.

A pesquisa foi divulgada na revista Nature Cell Biology.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Lactação    proteína da lactação    câncer de mama    metástase    Universidade de Buffalo    Satrajit Sinha   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.