Geral
publicado em 25/10/2012 às 18h06:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Quanto mais tempo uma pessoa permanece acima do peso, maior o risco da obesidade se tornar "irreversível", de acordo com pesquisadores da Universidade de Michigan e do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (COINCET) da Argentina.

Segundo a pesquisa, a obesidade em ratos substituiu o peso "normal" do corpo fazendo com que os camundongos passassem a ter um peso "normal" maior do que antes, independentemente das dietas a que eles tenham sido submetidos posteriormente.

Malcolm J. Baixa, professor da Michigan University, afirma que "este modelo mostra que a obesidade é, em parte, uma desordem que se auto-perpetua e os resultados enfatizam a importância da intervenção precoce na infância para tentar prevenir a doença cujos efeitos podem durar uma vida. Nosso novo modelo animal será usado na identificação das razões pelas quais a maioria dos adultos acha extremamente difícil manter a perda de peso resultante de dietas e exercícios. "

Uma das ferramentas mais úteis envolvidas no estudo foi o novo modelo de rato programado para "obesidade". Este modelo permitiu monitorar os animais em diferentes fases do estudo e em idades diferentes simplesmente ligando um interruptor que controla o apetite.

Os cientistas ativam o interruptor logo após o desmame. Os ratos que conseguiram manter um peso normal até a idade adulta, apenas por meio de dieta, foram capazes de manter este peso, mesmo com o fim da dieta. Por outro lado, as cobaias que foram alimentadas demais e tiveram obesidade precoce, nunca mais conseguiram retornar ao peso original, mesmo parando de comer ou fazendo exercícios.

De acordo com os pesquisadores, o estudo coloca em xeque os resultados de regimes longos com corte de ingestão de calorias ou a realização de exercícios rigorosos.

"Em algum lugar ao longo do caminho, se a obesidade é autorizada a continuar, o corpo parece ligar um interruptor que o reprograma para um peso mais forte. Os mecanismos exatos que causam essa mudança ainda são desconhecidos e requerem muito estudo," completa Baixa.

Hoje, mais de 500 milhões de adultos e 43 milhões de crianças abaixo de 5 anos de idade são obesos e as doenças relacionadas à obesidade estão no topo da lista de causas evitáveis de morte. Indivíduos obesos têm uma chance muito maior de desenvolver hipertensão, diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares, por exemplo..

Fonte: MEDICAL NEWS TODAY
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
obesidade irreversível    obesidade    excesso de peso    Universidade de Michigan    COINCET    Malcolm J. Baixa   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.