Geral
publicado em 22/10/2012 às 10h40:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Georgia Health Sciences University
Dr. Jack C. Yu, responsável pelo estudo
  « Anterior
Próxima »  
Dr. Jack C. Yu, responsável pelo estudo

Cientistas da Georgia Health Science University, nos EUA, descobriram que sessões diárias de treinamento de vibração de corpo inteiro com plataforma vibratória podem combater o pré-diabetes em adolescentes.

Testes com camundongos mostraram que 20 minutos da atividade por dia durante oito semanas reduziu a inflamação, os níveis sanguíneos de glicose e sintomas como micção frequente.

A vibração de corpo inteiro consiste em um método de treinamento em que o praticante se exercita sobre uma plataforma que vibra o corpo. O treinamento de vibração foi inicialmente utilizado na indústria de fitness, mas expandiu-se para fisioterapia e reabilitação.

A equipe, liderada por Jack C. Yu, utilizou dois grupos de camundongos para o trabalho. Um grupo que imitava o hábito de comer em excesso de adolescentes e que caminhava para desenvolver diabetes e um segundo grupo saudável.

Nos camundongos que ingeriam alimentos em excesso, 20 minutos de vibração diariamente por oito semanas restaurou o equilíbrio saudável dos principais mediadores pró e antiinflamatórios e foi melhor do que remédios na redução dos níveis de hemoglobina A1c, o indicador mais preciso dos níveis de glicose no sangue.

Nos ratos normais, apenas quatro dias de vibração também melhorou dramaticamente a capacidade de gerenciar os altos níveis de glicose semelhantes aos que aparecem a ingestão de refeições ricas em gordura.

Curiosamente, a vibração não produziu alterações semelhantes nos animais mais velhos normais.

"Este é o nosso modelo, o adolescente americano médio que come demais. A única forma de queimar gordura é se exercitando. A técnica vibra o osso mais do que os músculos sozinhos são capazes de fazer. Esta é uma maneira altamente eficiente para enganar o tecido ósseo a pensar que está se exercitando", explica Yu.

Segundo os pesquisadores, enquanto não se sabe exatamente como a vibração produz resultados benéficos, ela parece estar mesmo relacionada com o impacto do movimento sobre a saúde óssea.

A vibração imita o movimento que os ossos experimentam durante o exercício quando os músculos estão se movimentando. A ligeira flexão e inflexão dos ossos desencadeia remodelação, assim o osso fica forte. Um resultado é a produção de osteocalcina, uma proteína essencial para a construção óssea, o que também sinaliza que o pâncreas se prepara para o alimento.

O próximo passo da equipe inclui aprender mais sobre como a vibração produz resultados tão desejáveis e realizar novos estudos clínicos para ver se elas são eficazes em seres humanos.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
vibração de corpo inteiro    vibração    pré-diabetes    saúde óssea    Georgia Health Science University    Jack C. Yu   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.