Geral
publicado em 11/10/2012 às 10h03:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Monkey Business
Pesquisa revela ligação inédita entre hormônio que age para controlar o apetite e risco de doenças em mulheres
  « Anterior
Próxima »  
Pesquisa revela ligação inédita entre hormônio que age para controlar o apetite e risco de doenças em mulheres

Cientistas da Universidade de Lund, na Suécia, descobriram, pela primeira vez, uma ligação entre um hormônio da saciedade e o risco de diabetes, doenças cardiovasculares e câncer de mama em mulheres.

Os dados mostram ainda uma relação entre o hormônio neurotensina e a morte prematura na população feminina.

"Foi surpreendente encontrar uma ligação clara para o risco de diabetes tipo 2 e doença cardiovascular, bem como para o câncer de mama. A obesidade é um fator de risco comum para todas as três condições, mas a conexão com neurotensina não é explicada pela obesidade ou outros fatores de risco conhecidos", afirma o pesquisador Olle Melander.

Segundo os pesquisadores, esta é a primeira vez que um hormônio da saciedade é associado a estas três doenças comuns em mulheres. " A pesquisa abre um novo campo para a avaliação de riscos e o tratamento preventivo dessas doenças, principalmente nas mulheres", observa uma das autoras do estudo, Marju Orho-Melander.

A conexão entre neurotensina e essas condições em mulheres foi tão forte que tem um claro impacto sobre a expectativa de vida das pacientes. A forte ligação também significa que é apropriado usar neurotensina como um marcador de risco clínico para as condições, de acordo com os pesquisadores. Isso proporciona novas oportunidades para a identificação precoce de mulheres que são propensas a desenvolver doença cardiovascular, que não pode ser prevista com os atuais fatores de risco conhecidos. Isto torna possível iniciar o tratamento preventivo em uma fase mais precoce.

"Uma vez que o hormônio circula em todo o corpo através do sangue, os níveis podem ser medidos com um teste de sangue normal, o que é uma vantagem", explica Olle Melander.

Os resultados foram obtidos através da análise de amostras de sangue de mais de 4.600 pessoas na Suécia. Os participantes forneceram amostras de sangue ao longo de vários anos e os pesquisadores notaram uma ligação entre o nível de neurotensina e as mulheres que passaram a desenvolver uma das três doenças.

A equipe destaca que uma dieta baixa em gordura reduz a produção de neurotensina e poderia, portanto, ser uma forma de regular os níveis hormonais e prevenir doenças. No entanto, eles apontam que, para a neurotensina funcionar como um alvo para novos tratamentos, uma relação causal deve primeiro ser estabelecida.

Eles esperam ser capazes de identificar essa relação através de estudos genéticos que já estão em andamento.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Hormônio da saciedade    Neurotensina    Diabetes    Câncer de mama    Universidade de Lund    Olle Melander   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Hormônio da saciedade    neurotensina    diabetes    câncer de mama    Universidade de Lund    Olle Melander   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.