Geral
publicado em 25/09/2012 às 14h11:00
   Dê o seu voto:

Em SP, 15% das mulheres atendidas no HC sofrem com a menopausa

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: USP Imagens
Fachada do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP
  « Anterior
Próxima »  
Fachada do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Levantamento do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP aponta que 15% da população feminina atendida no Ambulatório de Ginecologia Endócrina e Climatério sofrem com a queda de produção hormonal após a menopausa.

Suor em excesso, ondas de calor, insônia, irritabilidade, baixa autoestima, diminuição da lubrificação vaginal e irregularidades no ciclo menstrual são os principais sintomas de que a menopausa chegou. Os sintomas atingem cerca de 40% das mulheres nesse período.

A queda brusca na produção dos hormônios é a responsável por essas manifestações, em geral, depois dos 40 anos de idade. Segundo Vicente Renato Bagnoli, ginecologista do HC-FMUSP, a mulher deve procurar o médico nos primeiros sinais de alteração no organismo para minimizar os efeitos da menopausa.

Nessa fase, o desconforto pode atrapalhar a qualidade de vida, acelerar o envelhecimento precoce e aumentar os riscos cardiovasculares. Para combater os efeitos, o tratamento mais indicado é a terapia de reposição hormonal. Além de melhorá-los, a reposição também combate a osteoporose.

No Ambulatório de Ginecologia Endócrina e Climatério do Hospital das Clínicas são atendidas 200 mulheres por mês, das quais cerca de 30 necessitam do tratamento. No entanto, alerta o médico, é fundamental que o ginecologista avalie os riscos e os benefícios da terapia de reposição hormonal antes da sua prescrição.

" Não existe uma fórmula única. Cada mulher deve ser medicada de acordo com o seu quadro clínico. A reposição hormonal segura e bem feita neutraliza os riscos à saúde da paciente" , adianta Bagnoli.

Para as pacientes cujos efeitos da menopausa não são tão intensos, há outras opções de tratamentos que ajudam a reduzir os sintomas. A recomendação do ginecologista para o sucesso no tratamento é " buscar um acompanhamento clínico e uma dieta alimentar adequada, além de atividades física e sociocultural" .

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Em SP, 15% das mulheres atendidas no HC sofrem com a menopausa
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Em SP, 15% das mulheres atendidas no HC sofrem com a menopausa


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
menopausa    Hospital das Clínicas    produção hormonal    Ambulatório de Ginecologia Endócrina e Climatério    Faculdade de Medicina da USP   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.