Ciência e Tecnologia
publicado em 14/09/2012 às 12h22:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Newcastle University
Foto: Newcastle University
Ultrassom portátil pode ser usado para auxiliar equipes médicas que trabalham nos países mais pobres do mundo Jeff Neasham (a esq.) e Dave Graham, com ultrassom portátil
  « Anterior
Próxima »  
Ultrassom portátil pode ser usado para auxiliar equipes médicas que trabalham nos países mais pobres do mundo
Jeff Neasham (a esq.) e Dave Graham, com ultrassom portátil

Cientistas da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, desenvolveram um scanner de ultrassonografia de baixo custo.

O aparelho portátil, do tamanho de um mouse de computador, pode ser conectado a qualquer computador ou laptop para revelar informações vitais sobre o feto e funciona de maneira semelhante aos ultrassons convencionais, utilizando pulsos de som de alta frequência para construir a imagem fetal.

No entanto, ao contrário da tecnologia usada na maioria dos hospitais, que custa entre 20 mil e 100 mil libras, o scanner criado por Jeff Neasham e seus colegas pode ser fabricado por menos de 30 ou 40 libras.

O dispositivo pode ser usado para auxiliar equipes médicas que trabalham nos países mais pobres do mundo, com informações básicas de pré-natal que poderiam salvar a vida de milhares de mulheres e crianças.

Segundo Neasham, que foi inspirado pela gravidez da mulher, o objetivo original era fazer algo portátil e fácil de usar que seria acessível nos países em desenvolvimento, bem como para alguns aplicativos no Reino Unido, onde ultrassom ainda é considerado caro.

"O custo foi a chave. A ideia era criar um aparelho que poderia ser fabricado a um custo semelhante ao de monitores cardíacos fetais usados por parteiras em muitas comunidades", explica Neasham.

Neasham, especialista em tecnologia de sonar subaquático, tem desenvolvido sistemas para geração de imagens e de comunicação no fundo do mar, bem como sistemas de rastreio que buscam por destroços de navios ou características geográficas específicas.

"Usamos técnicas que aplicamos na produção de sinais de sonar para simplificar o circuito e criar um transdutor que mantém uma resolução razoável nas imagens", afirma o pesquisador.

De acordo com a equipe, o aparelho produz imagens que podem mostrar se um bebê está mal posicionado no útero, mas ainda não claras o suficiente para mostrar o sexo. "Nós não estamos na fase em que podemos criar imagens com a mesma qualidade das produzidas por um scanner de alta resolução convencional, mas estamos cada vez mais perto", conclui Neasham.

Clique aqui para mais informações sobre o aparelho (em inglês).

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Ultrassom    Ultrassonografia    Pré-natal    Feto    Gestação    Universidade de Newcastle    Jeff Neasham   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Ultrassom    ultrassonografia    pré-natal    feto    gestação    Universidade de Newcastle    Jeff Neasham   
Comentários:
Comentar
Tomás Silva
postado em:
21/10/2010 13:12:22
Quero saber mais acerca de ecografia
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.