Geral
publicado em 06/09/2012 às 13h49:00
   Dê o seu voto:

Futebol americano aumenta risco de morte por esclerose em atletas

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/The Core Institute
Jogadores profissionais de futebol americano têm três vezes mais chance de morrer de doenças que afetam o cérebro do que a população em geral
  « Anterior
Próxima »  
Jogadores profissionais de futebol americano têm três vezes mais chance de morrer de doenças que afetam o cérebro do que a população em geral

Cientistas dos EUA descobriram que jogadores profissionais de futebol americano estão em maior risco de morte por doenças que danificam as células do cérebro, como a doença de Alzheimer e esclerose lateral amiotrófica.

Pesquisa revela que jogadores de posição de velocidade foram três vezes mais prováveis de morrer de uma causa neurodegenerativa que os jogadores fora da linha de velocidade.

O estudo incluiu 3.439 jogadores com uma idade média de 57 anos da National Footbal League (NFL), com pelo menos cinco temporadas jogadas entre 1959 e 1988.

Os pesquisadores revisaram atestados de óbito por causas de morte por doença de Alzheimer, Parkinson e esclerose lateral amiotrófica. No momento da análise, apenas 10% dos participantes havia falecido.

A pesquisa descobriu que os jogadores de futebol profissionais tinham três vezes mais probabilidade de morrer de doenças que afetam as células do cérebro em comparação com a população em geral.

Já o risco de morte por doença de Alzheimer ou esclerose foi quase quatro vezes maior do que a população geral. Dos 334 que morreram, sete tiveram a doença de Alzheimer e sete tinham esclerose.

O risco de morrer devido a doença de Parkinson não foi significativamente diferente do risco da população em geral.

Os resultados mostraram ainda que jogadores em posição de velocidade foram três vezes mais prováveis de morrer de uma causa neurodegenerativa que os jogadores fora da posição de velocidade.

"Estes dados são consistentes com estudos recentes que sugerem um risco maior de doença neurodegenerativa entre os jogadores de futebol americano", afirma o autor do estudo, Everett J. Lehman, do Instituto Nacional para a Segurança e Saúde Ocupacional, em Cincinnati.

A equipe ressalta que, apesar dos resultados, o estudo foi limitado pelo pequeno número de mortes na análise e precisa ser replicado em pesquisas mais extensas.

Veja mais detalhes sobre esta pesquisa (em inglês).

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Futebol americano aumenta risco de morte por esclerose em atletas
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Futebol americano aumenta risco de morte por esclerose em atletas


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Futebol americano    doenças neurodegenerativas    Alzheimer    esclerose    Everett J. Lehman    Instituto Nacional para a Segurança e Saúde Ocupacional   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.