Geral
publicado em 28/08/2012 às 10h18:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Cientistas da Oregon State University, nos Estados Unidos, descobriram que a nicotinamida (uma das formas da vitamina B3) aumenta a capacidade do organismo de destruir infecções resistentes por estafilococos, quando consumida em doses elevadas.

A pesquisa, realizada com animais de laboratório e com sangue humano, revela que altas dosagens desta vitamina aumentam em 1mil vezes a resposta do sistema imunológico contra este tipo de bactéria.

O trabalho pode oferecer um novo caminho de combate ao crescente número de "superbactérias".

"Esta descoberta é potencialmente muito significativa, embora ainda precisemos fazer estudos em humanos. Os antibióticos são drogas mágicas, mas que enfrentam cada vez mais problemas com a resistência por vários tipos de bactérias, em especial Staphylococcus aureus. O trabalho pode nos dar uma nova forma de tratar infecções por estafilococos, que pode ser usada em combinação com antibióticos atuais", afirma o pesquisador Adrian Gombart.

Os pesquisadores notaram que a administração de doses terapêuticas de nicotinamida aumentou o número e a eficácia dos neutrófilos, glóbulos brancos que matam e devoram bactérias que atacam o organismo.

No experimento, a nicotinamida foi fornecida em doses muito maiores do que em uma dieta normal, embora a quantidade usada já tenha sido testada de maneira segura em humanos. Quando a vitamina B3 foi injetada no sangue humano, a infecção desapareceu em algumas horas, constatou o estudo.

No entanto, Gombart ressalta que não há nenhuma evidência de que uma dieta normal ou suplementos de vitamina B3 tenham um efeito beneficente na prevenção ou tratamento de uma infecção bacteriana, por isso "as pessoas não devem começar a tomar doses elevadas da substância".

As principais fontes naturais de nicotinamida são carne de fígado, ovos, peixes, amendoins, legumes, grãos e leite.

Segundo o autor do estudo, George Liu, a vitamina é muito efetiva contra uma das principais ameaças existentes atualmente na saúde pública e pode ajudar a reduzir a dependência dos antibióticos.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Vitamina B3    nicotinamida    Staphylococcus aureus    infecções    superbactérias    Oregon State University    Adrian Gombart   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.