Geral
publicado em 24/08/2012 às 13h20:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Chaoss/Stock Photo
Foto: Lighting Research Center
Foto: Lighting Research Center
Exposição de duas horas à luz dos dispositivos eletrônicos altera ritmo circadiano do organismo Participante usa óculos com lente laranja capaz de filtrar a radiação que pode suprimir a melatonina Montagem com as fases do estudo
  « Anterior
Próxima »  
Exposição de duas horas à luz dos dispositivos eletrônicos altera ritmo circadiano do organismo
Participante usa óculos com lente laranja capaz de filtrar a radiação que pode suprimir a melatonina
Montagem com as fases do estudo

A exposição de duas horas à luz artificial de dispositivos eletrônicos provoca alterações nos níveis do hormônio melatonina no organismo e leva a atrasos no sono, especialmente em adolescentes. É o que sugerem pesquisadores do Rensselaer Polytechnic Institute, nos Estados Unidos.

A descoberta pode ajudar no desenvolvimento de dispositivos eletrônicos que não interrompem os ritmos circadianos do organismo.

A melatonina é um hormônio produzido pela glândula pineal à noite e em condições de escuridão em ambas as espécies diurnas e noturnas. A exposição à luz durante a noite pode retardar ou mesmo interromper a produção de melatonina.

Pesquisas anteriores mostraram que a supressão de melatonina pela luz durante a noite resulta em ruptura do ritmo circadiano e tem sido implicada em perturbações do sono e aumento do risco de diabetes e obesidade.

A equipe de pesquisa, liderada por Mariana Figueiro, testou os efeitos de dispositivos auto-luminosos sobre a supressão da melatonina.

A fim de simular o uso típico destes dispositivos, 13 indivíduos utilizaram equipamentos com luz própria para ler, jogar e assistir a filmes.

Os resultados mostraram que a exposição de duas horas à luz dos dispositivos eletrônicos pode suprimir a melatonina em cerca de 22%.

Segundo os pesquisadores, estimular o sistema circadiano humano a este nível pode afetar o sono em pessoas que utilizam estes aparelhos antes de deitar.

A equipe acredita que a pesquisa pode ajudar a desenvolver produtos que não afetem ou afetem menos o ritmo circadiano do organismo.


Veja mais detalhes sobre esta pesquisa (em inglês).

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Melatonina    sono    dispositivos eletrônicos    hormônio    Rensselaer Polytechnic Institute    Mariana Figueiro   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.