Geral
publicado em 22/08/2012 às 15h37:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/MS
Embarcação Abaré que transporta as equipes de Saúde da Família.
  « Anterior
Próxima »  
Embarcação Abaré que transporta as equipes de Saúde da Família.

As equipes do programa Saúde da Família Fluviais e expedicionários da saúde realizam jornada cirúrgica em comunidades da Amazônia Legal. A expectativa é que sejam realizadas 170 cirurgias, desde oftalmológicas a cirurgias pequenas de hérnia e de retirada de cisto. Para atender os moradores da região, os profissionais dessas equipes precisam se deslocar de barco. A jornada vai ocorrer em um pequeno hospital montado na comunidade de Mentai, que fica próxima ao rio arapiuns, em Santarém no Pará. A unidade é a primeira do tipo no país que recebe recursos do Ministério da Saúde.

A coordenadora da Estratégia de Saúde da Família no município de Santarém (PA), Maria das Graças Rocha, conta que a Unidade Básica de Saúde Fluvial "reduziu a mortalidade infantil e a mortalidade materna. Nós conseguimos fazer uma melhor cobertura de imunização assim como de todos os outros programas. É uma área que nós já usamos como referência para os outros que nós temos esse tipo de serviço, ou seja, que até temos porém com menos frequência. Que nós voltamos lá de três em três meses" .

Segundo Maria das Graças, um dos principais problemas de levar atendimento para essas comunidades é o acesso difícil por causa dos rios. Ela conta que a unidade fluvial facilita bastante o trabalho. " Se para nós, enquanto município, enquanto gestão, é difícil chegar à população, para a população é muito mais difícil. O transporte na maioria dessas comunidades só é feito por barco e ainda tem outro problema que influi negativamente é a questão que na Amazônia nós trabalhamos seis meses com água e seis meses é período de seca. Então a nossa população fica praticamente isolada. E com esse serviço nós damos a oportunidade para nossa população de receber o atendimento lá na comunidade sem muito sacrifício" .

A Unidade Básica de Saúde Fluvial de Santarém é formada por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, dentistas, bioquímicos e outros profissionais da saúde. Além dos profissionais, a unidade conta ainda com duas ambulâncias fluviais para casos de emergência. A embarcação atende atualmente 38 comunidades. A mais distante fica a 12 horas do município de Santarém. No ano passado, o ministério aprovou a liberação de dinheiro para construção de 13 novas unidades no país. Outras 19 devem ser aprovadas ainda este ano.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Cirurgia    Amazônia Legal    Saúde da Família Fluvial    Pará   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
cirurgia    Amazônia Legal    Saúde da Família Fluvial    Pará   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.