Geral
publicado em 20/08/2012 às 21h36:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Um estudo conseguiu mapear o perfil de mulheres brasileiras com risco de desenvolver osteoporose. Para isso, pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (FIDI), analisaram 8 mil exames de densitometria óssea em pacientes durante 3 anos. A pesquisa elegeu como principais fatores de risco para surgimento da doença o baixo peso, a idade avançada, cor, histórico familiar de fratura de fêmur, tabagismo, alcoolismo e uso crônico de cortisona. Levantamento também revelou que 30% das mulheres examinadas tinham osteoporose, enquanto 20% estavam a um passo da doença, ao apresentar osteopenia

Entre os países com maior índice de desenvolvimento social e econômico da América Latina, o Brasil era o único que ainda não contava com uma ferramenta capaz de identificar com precisão pessoas com maior risco de apresentar osteoporose e osteopenia.

Para chegar aos resultados, uma equipe de médicos que atua na disciplina de Reumatologia da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo desenvolveram o Sapori, que consiste basicamente em uma espécie de software matemático, cujo funcionamento é muito simples: primeiro o programa recolhe informações de mulheres na pré, peri e pós-menopausa e depois calcula, automaticamente, qual delas têm maior predisposição a desenvolver doenças relacionadas à baixa densidade óssea.

" O SAPORI coleta informações como idade avançada, baixo peso, cor da pele, altura, hábitos alimentares, doenças associadas, ingestão de medicamentos, tabagismo e consumo de bebidas alcoólicas. Para cada um desses fatores clínicos de risco é atribuído um peso de relevância, baseado em nossa população de mulheres. A partir desses dados, o sistema calcula um escore final que indica se a pessoa pertence ou não a um grupo de risco e se tem indicação de realizar o exame densitometria óssea" , explica a reumatologista Vera Szejnfeld, médica responsável pela Central de Laudos da FIDI.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
osteoporose    Universidade Federal de São Paulo    Unifesp    Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem    FIDI   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.