Saúde Pública
publicado em 20/08/2012 às 10h16:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Rob Felt/Georgia Tech
Facundo M. Fernández, pesquisador envolvido no estudo
  « Anterior
Próxima »  
Facundo M. Fernández, pesquisador envolvido no estudo

Cientistas do Georgia Institute of Technology, nos Estados Unidos, desenvolveram uma tecnologia capaz de acelerar o combate à falsificação de medicamentos.

A abordagem reduz o tempo necessário para verificar a autenticidade de uma amostra de medicamento de meia hora para alguns minutos.

A equipe agora está trabalhando no protótipo de uma versão portátil mais acessível do dispositivo que pode ser utilizado no trabalho de campo.

"A tecnologia vai permitir que médicos em países em desenvolvimento verifiquem se um medicamento para doenças como malária, tuberculose e outras condições é real ou uma falsificação que não contém ingredientes ativos sem enviar amostras a laboratórios no exterior e esperar dias ou semanas para os resultados", afirma o líder da pesquisa Facundo M. Fernández.

Segundo Fernández, novas formas de identificar medicamentos falsificados são importantes porque o problema está se espalhando com a globalização da produção farmacêutica, quase como uma pandemia global, com os falsificadores de medicamentos cada vez mais sofisticados.

"Em alguns dos nossos estudos, descobrimos que 50% das amostras de drogas do Sudeste da Ásia eram falsificadas. E é difícil dizer isso apenas olhando para a embalagem. Os pacotes parecem absolutamente profissionais e autênticos, às vezes contém até ao selo de holograma introduzido para frear a falsificação", destaca o pesquisador.

Falsificação envolve todos os tipos de medicamentos, desde o paracetamol usado para dores de cabeça e febre até medicamentos como o Viagra, remédios para o câncer, malária e tuberculose, doenças que causam milhões de mortes por ano.

A Organização Mundial de Saúde diz que cerca de 10% dos medicamentos no mundo são falsificados. Estimativas são ainda maiores nos países pobres e em desenvolvimento no sudeste da Ásia e da África, onde os últimos relatórios declararam que um terço dos medicamentos testados é falso.

Medicamentos falsificados por vezes contém o ingrediente ativo correto, mas a uma dose errada. Quantidade demais pode resultar em uma overdose e, possivelmente, morte. Pouca quantidade pode resultar em resistência a fármacos e falha do medicamento.

Tecnologia

Para acelerar a identificação de medicamentos falsos, Fernández e seus colegas utilizaram a espectrometria de massa (MS), tecnologia de laboratório padrão que pesa moléculas a fim de identificá-las.

A abordagem é capaz de identificar os ingredientes presentes em medicamentos para malária e tuberculose, além de fazer distinção entre falsificações e drogas que podem apenas ter se degradado após exposição a condições de calor e umidade e aquelas que simplesmente não foram feitas corretamente na fábrica.

"Os chamados métodos ambientais de MS exigem muito menos instrumentos, tempo e pessoal que os métodos tradicionais, por isso, usamos essa abordagem como primeiro passo para olhar a qualidade dos conjuntos de amostras grandes", explica Fernández.

O método permite analisar uma amostra sólida, sem qualquer preparação significativa. O médico pega um comprimido, o coloca na frente do instrumento com uma fonte de ionização e tem uma visão rápida do que está na amostra.

Os pesquisadores testaram 900 amostras de medicamentos no Camboja, em apenas duas semanas, com a técnica de MS. Segundo Fernández, isso teria levado meses com as abordagens tradicionais.

Seu grupo identificou vários medicamentos falsificados contra a malária em um estudo recente em que examinou cuidadosamente remédios suspeitos de 11 países africanos. A equipe agora está trabalhando em novos métodos para testar medicamentos contra a tuberculose.

O grupo também está montando um protótipo que os médicos nos países em desenvolvimento poderão utilizar para identificar medicamentos falsos na área de trabalho ao ar livre.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Medicamentos falsos    falsificação de medicamentos    Georgia Institute of Technology    Facundo M. Fernández   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.