Geral
publicado em 15/08/2012 às 10h45:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Cientistas australianos descobriram uma maneira inédita de bloquear a dependência de morfina e heroína e, ao mesmo tempo, aumentar o alívio da dor dos pacientes.

A nova abordagem atua sobre um mecanismo-chave recém-descoberto no sistema imunológico do corpo que amplifica a dependência a drogas opióides. Estudos laboratoriais demonstraram que a aplicação do medicamento (+)-naloxona é capaz de bloquear seletivamente a resposta imunitária ligada à dependência.

A pesquisa pode levar a novas drogas para tratar pacientes com dor severa, bem como ajudar os usuários de heroína a largar o vício.

"Nossos estudos têm mostrado conclusivamente que podemos bloquear o vício através do sistema imunológico do cérebro, sem visar as redes cerebrais", afirma o principal autor do estudo, Mark Hutchinson, da Universidade de Adelaide.

Segundo os pesquisadores, tanto o sistema nervoso central quanto o sistema imunológico desempenham papeis importantes na dependência. O trabalho mostrou que bloquear apenas a resposta imunológica no cérebro evita o vício em drogas opióides.

A equipe focou o estudo sobre o receptor imune conhecido como receptor 4 Toll-like (TLR4).

Drogas opióides como a morfina e a heroína se ligam a TLR4 de forma semelhante à resposta imune normal às bactérias. O problema é que TLR4 então age como um amplificador para o vício.

Os pesquisadores descobriram que a droga (+)-naloxona desliga automaticamente o vício. Ela acaba com o desejo por drogas opióides, elimina comportamentos associados ao vício, e altera alterações neuroquímicas no cérebro, ou seja, a dopamina, produto químico importante para sensação de "recompensa" da droga, não é mais produzida.

"Esta pesquisa muda fundamentalmente o que entendemos sobre opióides, recompensa e vício. Nós suspeitamos a alguns anos que TLR4 pode ser a chave para o bloqueio da dependência de opiáceos, mas agora temos a prova", afirma a autora sênior do trabalho, Linda Watkins, da Universidade de Colorado, nos EUA.

De acordo com os pesquisadores, estudos clínicos podem ser possíveis dentro dos próximos 18 meses.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Heroína    Morfina    Drogas opioides    Dependência    Universidade de Adelaide    Mark Hutchinson   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Heroína    morfina    drogas opioides    dependência    Universidade de Adelaide    Mark Hutchinson   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.