Geral
publicado em 10/08/2012 às 22h09:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: SES/CE
Mutirão do Projeto Em Nome do Pai será realizado pela parceria Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará
  « Anterior
Próxima »  
Mutirão do Projeto Em Nome do Pai será realizado pela parceria Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) é parceiro da Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará no Projeto Em Nome do Pai, para a realização de exames de confirmação de paternidade. Na próxima terça-feira (21), o Núcleo Central de Atendimento da Defensoria Pública, na Avenida Pinto Bandeira, 1111, Luciano Cavalcante, em Fortaleza, vai funcionar exclusivamente para atender casos relacionados ao reconhecimento de paternidade.

O atendimento será das 8 às 17 horas e a estimativa é receber cerca de 100 famílias. Além das audiências extrajudiciais, poderá ainda ser emitido o Registro Civil de Nascimento para aqueles que espontaneamente reconhecerem a paternidade. O Lacen fará coleta de sangue de pais e filhos para verificar a paternidade através do exame de DNA.

O Lacen faz os exames de DNA no seu próprio laboratório de biologia molecular, inaugurado pela Secretaria da Saúde do Estado no final de 2008. O investimento foi de R$ 1.355.708,00 na compra do sequenciador genético, na adaptação de área física e na aquisição de equipamentos e insumos. Antes do laboratório, apenas 55 exames eram feitos por mês através de um convênio da Sesa com a Faculdade de Farmácia da Universidade federal do Ceará. Com essa reduzida quantidade, o resultado era uma longa fila de espera. Quatro mil famílias aguardavam o acesso ao exame no ano de 2008. Em centenas de casos eram mais de três anos de espera.

Além do trabalho de rotina, com a realização de 300 exames de DNA por mês, o Lacen promove mutirões na capital e no interior. Este ano, já foram realizados 1.364 exames. Em três anos e meio, a partir de 2009, o Lacen realizou 10.151 exames de comprovação de paternidade, assegurando aos filhos o direito de saber quem são os pais e, consequentemente, o direito às famílias, com a paternidade confirmada, de reivindicar pensão na justiça.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Exame de DNA    Paternidade    Ceará    Mutirão    Laboratório Central de Saúde Pública    Lacen   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
exame de DNA    paternidade    Ceará    mutirão    Laboratório Central de Saúde Pública    Lacen   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.