Geral
publicado em 06/08/2012 às 16h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Static Flickr
Tráfego é uma fonte comum de monóxido de carbono
  « Anterior
Próxima »  
Tráfego é uma fonte comum de monóxido de carbono

Cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido, descobriram que um medicamento usado no tratamento da angina, dor no peito, reverte danos causados pelo monóxido de carbono no coração.

A pesquisa mostra ainda, pela primeira vez, como a exposição a níveis baixos de monóxido de carbono causa danos ao coração. Segundo os pesqusiadores, o gás mantém os canais de sódio, importantes para controlar os batimentos cardíacos, abertos por mais tempo. Isso perturba o ritmo cardíaco, levando a arritmia, que pode ser fatal.

O monóxido de carbono é produzido por caldeiras, cigarros e escapamentos de carros. Ele é mortal em níveis elevados já que ele reduz a quantidade de oxigênio que circula no corpo. No entanto, estudos sugerem que mesmo níveis baixos, como o encontrado em cidades com grande quantidade de tráfego, também podem danificar o coração.

Segundo os pesquisadores, o envenenamento por monóxido de carbono provoca 1,6 milhão de mortes no mundo a cada ano.

Solução

Em conjunto com pesquisadores internacionais, Chris Peers e seus colegas descobriram que uma droga anti-angina comum, que também afeta os canais de sódio, é capaz de reverter esse efeito em ratos.

A equipe testou Ranozaline em ratos expostos ao monóxido de carbono, para testar os seus efeitos protetores. Eles descobriram que a droga reduziu a possibilidade de arritmia nos animais.

"Embora a ligação entre arritmias e monóxido de carbono tenha sido conhecida há mais de 50 anos, esta é a primeira vez que conseguimos explicar o processo subjacente. As descobertas podem ajudar pessoas que vivem em zonas urbanizadas ou cujo trabalho envolve a exposição diária a níveis mais baixos de monóxido de carbono, tais como bombeiros", conclui o pesquisador Derek Steele.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Monóxido de carbono    Arritmia    Ritmo cardíaco    Universidade de Leeds    Chris Peers   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Monóxido de carbono    arritmia    ritmo cardíaco    Universidade de Leeds    Chris Peers   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.