Geral
publicado em 01/08/2012 às 18h54:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: José Cruz/ABr
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
Jovem fuma durante a Marcha da Maconha em passeata do Museu da República ao Congresso Nacional. Levantamento feito pelo Lenad afirma que 600 mil adolescentes já tiveram contato com a maconha Manifestantes fazem a Marcha da Maconha pelo Aterro do Flamengo
  « Anterior
Próxima »  
Jovem fuma durante a Marcha da Maconha em passeata do Museu da República ao Congresso Nacional. Levantamento feito pelo Lenad afirma que 600 mil adolescentes já tiveram contato com a maconha
Manifestantes fazem a Marcha da Maconha pelo Aterro do Flamengo

Estudo divulgado nesta quarta-feira (1º) pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mostra que 1,5 milhão de brasileiros, entre adultos e adolescentes, consomem maconha diariamente.

O 2º Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad) revela ainda que 7% da população adulta já experimentou a droga em alguma fase da vida, o equivalente a oito milhões de pessoas, sendo que mais de um terço dos usuários adultos (37%) é dependente, o que representa 1,3 milhão de pessoas. Entre adolescentes, 600 mil já tiveram contato com a maconha, 4% do total, e 10% são dependentes.

Para a pesquisa, foram entrevistadas 4.607 pessoas em 149 municípios, com idade a partir de 14 anos. Diferente da primeira pesquisa, feita em 2006, os entrevistados no atual levantamento responderam a um questionário sigiloso sobre consumo de drogas.

Para o coordenador da pesquisa, o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, um dado preocupante é a proporção entre usuários adultos e adolescentes. Em 2006, existia um adolescente para cada adulto usuário de maconha. Em 2012, a proporção aumentou para 1,4 adolescente por adulto. Em 62% dos casos, os usuários experimentaram a droga pela primeira vez antes dos 18 anos.

"Se as leis ficarem mais frouxas em relação ao uso da maconha, o maior prejudicado vai ser o adolescente. Qual vai ser o impacto em relação à saúde mental desses adolescentes? É isso que os dados nos alertam. A pessoa que já é usuária não vai mudar o padrão de consumo. Quem pode mudar o padrão de consumo, de acordo com a nossa atitude legislativa, é o adolescente", avalia.

Os entrevistados também foram questionados sobre a legalização da maconha no país. A maioria (75%) é contrária, ante 11% favoráveis. Os dados reunidos no Lenad irão possibilitar, posteriormente, a avaliação do consumo de outras drogas, como o crack.

com informações da Agência Brasil <>

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Universidade Federal de São Paulo    Maconha    Álcool e Drogas    Unifesp    População adulta   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Universidade Federal de São Paulo    maconha    Álcool e Drogas    Unifesp    população adulta   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.