Geral
publicado em 31/07/2012 às 17h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Science Photo Library
Asma e hiper-responsividade das vias aéreas atinge cerca de 8% dos esportistas olímpicos
  « Anterior
Próxima »  
Asma e hiper-responsividade das vias aéreas atinge cerca de 8% dos esportistas olímpicos

Asma e hiper-responsividade das vias aéreas são as condições crônicas mais comuns entre atletas olímpicos. Com base em dados colhidos nas últimas cinco edições dos Jogos, pesquisador da Austrália afirma que as doenças respiratórias atingem cerca de 8% dos esportistas.

De acordo com o levantamento, o início tardio das condições em muitos atletas que participam de esportes de resistência sugere que os anos de treinamento intenso podem ser uma das causas das doenças crônicas. "Inalar ar poluído ou frio pode explicar a causa da asma entre alguns esportistas, mas não de todos", diz o líder do estudo Kenneth D. Fitch, da University of Western Australia.

O pesquisador procura compreender se o treinamento mais duro adotado por alguns esportistas em relação a outros pode ser a razão para muitos dos casos de asma e AHR entre atletas. O especialista ainda questiona se as mudanças fisiológicas associadas com a asma representam um estímulo para treinar não experimentado por não-asmáticos.

O pesquisador identificou esportistas com casos documentados de asma e AHR que durante os últimos cinco Jogos Olímpicos - de verão e de inverno - utilizaram inaladores contendo soluções de beta-2 agonistas (IBA - sigla em inglês), droga frequentemente utilizada por atletas de elite como tratamento anti-asma.

Devido a um aumento significativo no número de competidores olímpicos que relataram o uso de IBA, o Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu que atletas devem justificar o uso do medicamento mediante a comprovação da condição. A decisão não foi uma medida anti-doping, mas adotada para proteger a saúde dos atletas. Embora muitos esportistas com asma e AHR superem seus adversários durante as competições, não existem evidências científicas de que o tratamento anti-asma proporcione melhor desempenho.

Estudo foi publicado no British Journal of Sports Medicine.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Asma    Hiper-responsividade    Condição crônica    Atletas    Atletas olímpicos    Kenneth D. Fitch   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
asma    hiper-responsividade    condição crônica    atletas    atletas olímpicos    Kenneth D. Fitch   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.