Ciência e Tecnologia
publicado em 31/07/2012 às 13h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/Strate
Hábito de beber refrigerante conduz a uma capacidade reduzida de queimar gordura e torna mais difícil para o organismo lidar com o aumento da taxa de glicose no sangue
  « Anterior
Próxima »  
Hábito de beber refrigerante conduz a uma capacidade reduzida de queimar gordura e torna mais difícil para o organismo lidar com o aumento da taxa de glicose no sangue

Pesquisa conduzida na Universidade de Bangor, no Reino Unido, revela que beber refrigerantes regularmente muda a forma como os músculos usam o alimento como combustível, fazendo com que eles passem a queimar mais açúcares do que gorduras. Estudo reúne evidências de que as mudanças são duradouras e conduzem, entre outras coisas, ao aumento do ganho de gordura, à inibição do metabolismo e ao aumento da taxa de glicose no sangue.

No estudo, pesquisadores mostraram que as células musculares isoladas são capazes de identificar e responder a dietas com muito açúcar e alterar a forma como "utilizam o combustível". O processo foi observado em bebedores de refrigerantes, que apresentaram resultados semelhantes. A mudança para um metabolismo ineficiente foi observada entre participantes magros do sexo masculino e feminino após apenas quatro semanas ingerindo refrigerantes. Esses fatores mostram que o consumo regular de bebidas açucaradas provoca alterações nos músculos similares às encontradas em pessoas obesas e com diabetes tipo 2.

Consumo regular de bebidas açucaradas provoca alterações nos músculos similares às encontradas em pessoas obesas e com diabetes tipo 2

"Este estudo demonstra que nossas preocupações em relação ao consumo de refrigerantes eram corretas. O consumo frequente dessas bebidas não só provoca alterações no metabolismo no presente, mas também no futuro. Isso conduz a uma capacidade reduzida de queimar gordura e torna mais difícil para o organismo lidar com o aumento da taxa de glicose no sangue. O que fica claro aqui é que o corpo se ajusta ao consumo regular de refrigerantes e se prepara para uma dieta futura alterando o metabolismo dos músculos via uma alteração na atividade genética - contribuindo para adaptações não saudáveis semelhantes às observadas em pessoas obesas e com diabetes tipo 2", explica o líder da pesquisa Hans-Peter Kubis.

Acesse aqui o Abstract do estudo.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Refrigerantes    Bebidas açúcaradas    Ganho de gordura    Músculos    Queimar açúcares    Metabolismo   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Refrigerantes    bebidas açúcaradas    ganho de gordura    músculos    queimar açúcares    metabolismo   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.